Tag Archives: Vieux-Port

Córsega, França

31 dez

Córsega - Ilhas de Lavezzi

Córsega é a quarta ilha do Mar Mediterrâneo por extensão (depois da Sicília, Sardenha e Chipre), à oeste da Itália, constituindo uma região administrativa da França. É dividida em dois departamentos, Alta Córsega e Córsega do Sul. Separada da Sardenha por um curto trecho do Estreito de Bonifácio  emerge como uma enorme cadeia de montanhas rica em florestas do Mar Mediterrâneo, marcando a fronteira entre a parte ocidental do Mar Tirreno e o Mar Lígure. É universalmente conhecida como o berço de Napoleão (nascido em 1769 em Ajaccio, um ano após a ilha ser ocupada pelo Reino da França). Sua capital e maior cidade é Ajaccio que também capital da Córsega do Sul, enquanto Bastia, a segunda maior cidade, é a capital da Alta Córsega. Outras localidades importantes são Porto-Vecchio, Borgo, Corte e Calvi. Hoje, a Córsega é um dos destinos turísticos mais procurados na Costa Mediterrânea. Além do turismo, a Ilha se destaca pela fabricação e exportação de suas deliciosas iguarias gastronômicas, como queijos, vinhos, salames e biscoitos, pelos belos trabalhos de cutelaria (facas produzidas artesanalmente e que trazem o símbolo da região) e pelas exóticas jóias elaboradas a partir de Corais e das conchas “turbo”(símbolo da lenda dos olhos de Sainte Lucie).

Pontos de interesse

Monte Cinto: É o ponto culminante da Córsega. O topo está a 2706 metros de altitude, o que adicionado ao fato de estar numa ilha o torna numa das montanhas da Europa de maior proeminência topográfica.

Palácio de Bonaparte: Localizada em Ajaccio, a casa em que Napoleão Bonaparte nasceu em 1769 é preservada e atualmente funciona como um museu.

Catedral de Ajaccio: É uma catedral católica romana barroca e maneirista localizada em Ajaccio. É a sede do Bispo de Ajaccio ea sufragânea da Arquidiocese de Marselha. A catedral é dedicada à Virgem Maria.

Vieux Port:  É uma das partes mais maravilhosas da Bastia. Altos prédios desbotados cercam uma marina repleta de iates de luxo.

Estreito de Bonifácio: É um estreito de mar que separa a Sardenha da Córsega, no mar Mediterrâneo. Estas ilhas que distam no ponto mais próximo cerca de 11 km. O nome provém da cidade corsa de Bonifácio. Permite ligar o mar da Sardenha (a oeste) com o mar Tirreno (a leste) e tem uma largura de 15 a 20 km, com uma profundidade máxima de 100 m.

Ilha de Cavallo: Cavallo é uma pequena ilha no mar Mediterrâneo entre a Córsega e Sardenha, no estreito de Bonifacio. É uma ilha privada, a única habitada no arquipélago das ilhas Lavezzi. É território francês, embora tenha pertencido a Itália no passado. Tem cerca de 800m de comprimento, e um pequeno porto. Cavallo é conhecida por praticantes de golfe e vela, havendo uma pequena área comercial com lojas e restaurantes. Não há circulação de automóveis na ilha, exceto veículos elétricos.

Ilhas de Lavezzi: As Ilhas de Lavezzi se encontram localizadas so sul da Córsega, perto de Bonifácio, e são um ótimo lugar para desfrutar do seu fundo rochoso, onde se pode mergulhar.

Quando visitar?

A melhor época para visitar Córsega é durante os meses de maio, junho, setembro e outubro.

Informações úteis

  • Moeda: Euro
  • Idioma: Francês e Corso
  • Fuso horário: +1 (UTC)
  • Visto: Os cidadãos brasileiros que desejarem se dirigir à França em viagem turística estarão isentos da exigência de visto. Esta medida aplica-se exclusivamente às estadas inferiores a 3 meses.
  • Clima: Córsega tem um clima mediterrânico, com verões quentes e invernos secos e moderados. A temperatura média anual é de 14,5°C.
  • Maiores informações: http://www.visit-corsica.com/en/ (em inglês)
Anúncios

Marselha, França

3 ago

Marselha - Basílica Notre Dame de La Garde

Marselha é a segunda maior cidade de França e a mais antiga cidade francesa. Localizada na antiga província da Provença e na costa do Mediterrâneo, é o maior porto comercial do país. Marselha é uma cidade cultural, que oferece uma riqueza patrimonial e gastronômica que a torna ainda mais fascinante. São 22 museus, 17 teatros e festivais de música durante o ano inteiro. E mais: 23 praias, 14 portos e, em média, 300 dias de sol por ano. É uma ótima cidade para servir como ponto base para explorara inúmeras cidades históricas do sul da França.

Pontos de interesse

Basílica Notre Dame de La Garde: localizada em uma colina de 154 metros, a construção, no estilo romano bizantino, foi concluída em 1864. O símbolo maior de Marselha surpreende pela beleza da decoração, com deslumbrantes mosaicos e um santuário gigantesco dedicado à  Virgem Maria, com uma estátua de 9,70 m de altura. De lá, tem-se também a mais bela vista da cidade.

Vieux-Port: Um passeio a pé pelo porto do centro de Marselha garante belezas naturais espetaculares como paisagem e a visita a monumentos ilustres (Forte Saint-Nicolas, Forte Saint-Jean, Palácio do Pharo, Hotel Dieu, etc). Alguns dos melhores restaurantes da França também estão nesse caminho.

Château d’If: é uma antiga prisão situada numa ilha costeira à cidade, onde O Conde de Monte Cristo foi encarcerado, no romance de Alexandre Dumas. O Castelo de IF está localizado na Ilha de IF, que parte do Golfo de Lyon, do Arquipélago do Frioul, estando ao Sul da França, na Baía de Marselha. A história dessa ilha onde fica o castelo é bastante bizarra, quando em 1516 ela passou a ser morada de um rinoceronte, que foi oferecido como presente do Rei de Portugal ao Papa Leão X que lá parou por ocasião do naufrágio da embarcação que o carregava.O Castelo de IF foi construído por ordem de Francisco I, por ocasião da invasão de Marselha, como fortaleza e a fim de se proteger de um possível ataque marítimo. A partir do século XVII o local foi transformado em prisão pelo Estado, mas posteriormente desativada. Atualmente, o local é uma das grandes atrações turísticas da cidade de Marselha.

Palácio de La Bourse: Construído em meados do século 19 e decorado com esculturas que lembram as glórias do comércio de Marselha, o edifício abriga a mais antiga Câmara de Comércio do mundo, de 1599. Também no local podem ser visitados os museus da Marinha e da Economia.

Quando visitar?

Marselha é especialmente atraente nos meses de verão (junho, julho e agosto), quando os campos floridos de lavanda da Provença estão em seu ápice, e a cidade está agitada com atrações culturais.

Informações úteis

  • Moeda: Euro
  • Idioma: Francês
  • Fuso horário: +1 (UTC)
  • Visto: Os cidadãos brasileiros que desejarem se dirigir à França em viagem turística estão isentos da exigência de visto. Esta medida aplica-se exclusivamente às estadas inferiores a 3 meses.
  • Clima: O clima nesta cidade é mediterrâneo, com temperaturas amenas durante todo o ano, as temperaturas médias rondam em torno de 22°C. Os invernos são frios e os verões mais quentes.
  • Maiores informações: http://www.marseille-tourisme.com/ (em francês)
%d blogueiros gostam disto: