Archive | França RSS feed for this section

Córsega, França

31 dez

Córsega - Ilhas de Lavezzi

Córsega é a quarta ilha do Mar Mediterrâneo por extensão (depois da Sicília, Sardenha e Chipre), à oeste da Itália, constituindo uma região administrativa da França. É dividida em dois departamentos, Alta Córsega e Córsega do Sul. Separada da Sardenha por um curto trecho do Estreito de Bonifácio  emerge como uma enorme cadeia de montanhas rica em florestas do Mar Mediterrâneo, marcando a fronteira entre a parte ocidental do Mar Tirreno e o Mar Lígure. É universalmente conhecida como o berço de Napoleão (nascido em 1769 em Ajaccio, um ano após a ilha ser ocupada pelo Reino da França). Sua capital e maior cidade é Ajaccio que também capital da Córsega do Sul, enquanto Bastia, a segunda maior cidade, é a capital da Alta Córsega. Outras localidades importantes são Porto-Vecchio, Borgo, Corte e Calvi. Hoje, a Córsega é um dos destinos turísticos mais procurados na Costa Mediterrânea. Além do turismo, a Ilha se destaca pela fabricação e exportação de suas deliciosas iguarias gastronômicas, como queijos, vinhos, salames e biscoitos, pelos belos trabalhos de cutelaria (facas produzidas artesanalmente e que trazem o símbolo da região) e pelas exóticas jóias elaboradas a partir de Corais e das conchas “turbo”(símbolo da lenda dos olhos de Sainte Lucie).

Pontos de interesse

Monte Cinto: É o ponto culminante da Córsega. O topo está a 2706 metros de altitude, o que adicionado ao fato de estar numa ilha o torna numa das montanhas da Europa de maior proeminência topográfica.

Palácio de Bonaparte: Localizada em Ajaccio, a casa em que Napoleão Bonaparte nasceu em 1769 é preservada e atualmente funciona como um museu.

Catedral de Ajaccio: É uma catedral católica romana barroca e maneirista localizada em Ajaccio. É a sede do Bispo de Ajaccio ea sufragânea da Arquidiocese de Marselha. A catedral é dedicada à Virgem Maria.

Vieux Port:  É uma das partes mais maravilhosas da Bastia. Altos prédios desbotados cercam uma marina repleta de iates de luxo.

Estreito de Bonifácio: É um estreito de mar que separa a Sardenha da Córsega, no mar Mediterrâneo. Estas ilhas que distam no ponto mais próximo cerca de 11 km. O nome provém da cidade corsa de Bonifácio. Permite ligar o mar da Sardenha (a oeste) com o mar Tirreno (a leste) e tem uma largura de 15 a 20 km, com uma profundidade máxima de 100 m.

Ilha de Cavallo: Cavallo é uma pequena ilha no mar Mediterrâneo entre a Córsega e Sardenha, no estreito de Bonifacio. É uma ilha privada, a única habitada no arquipélago das ilhas Lavezzi. É território francês, embora tenha pertencido a Itália no passado. Tem cerca de 800m de comprimento, e um pequeno porto. Cavallo é conhecida por praticantes de golfe e vela, havendo uma pequena área comercial com lojas e restaurantes. Não há circulação de automóveis na ilha, exceto veículos elétricos.

Ilhas de Lavezzi: As Ilhas de Lavezzi se encontram localizadas so sul da Córsega, perto de Bonifácio, e são um ótimo lugar para desfrutar do seu fundo rochoso, onde se pode mergulhar.

Quando visitar?

A melhor época para visitar Córsega é durante os meses de maio, junho, setembro e outubro.

Informações úteis

  • Moeda: Euro
  • Idioma: Francês e Corso
  • Fuso horário: +1 (UTC)
  • Visto: Os cidadãos brasileiros que desejarem se dirigir à França em viagem turística estarão isentos da exigência de visto. Esta medida aplica-se exclusivamente às estadas inferiores a 3 meses.
  • Clima: Córsega tem um clima mediterrânico, com verões quentes e invernos secos e moderados. A temperatura média anual é de 14,5°C.
  • Maiores informações: http://www.visit-corsica.com/en/ (em inglês)

Estrasburgo, França

27 dez

Estrasburgo - La Petite France

Estrasburgo é uma comuna situada no leste da França, na margem esquerda do Rio Reno. Suas pomposas construções revelam um passado próspero, impulsionado pela localização estratégica. Estrasburgo fica na fronteira com a Alemanha e foi ponto de passagem de inúmeras rotas comerciais. Hoje, a localidade mostra aos turistas atrações como o seu centro totalmente tombado pela UNESCO e, ainda, points culturais e gastronômicos.

Pontos de interesse

Cathédrale Notre-Dame-de-Strasbourg: é a principal atração de Estrasburgo, e apresenta ao turista um ótimo exemplo da arquitetura gótica. A construção da estrutura começou em 1176 e as últimas pedras só foram colocadas em 1439. Um dos pontos altos da visita é a torre principal da catedral.

La Petite France: é o bairro mais turístico de Estrasburgo, onde está o centro histórico. Antigamente, era por lá que os pescadores moravam. Hoje, o cenário conta com incríveis casas de madeira erguidas entre os séculos XVI e XVII.

Place de la Republique: é onde acontece a vida do popular Bairro Alemão. A praça, concluída em 1918, é tão ampla que mais parece um parque. Visite o local em um dia de sol e, além de apreciar os belos monumentos instalados ali, faça um piquenique e se sinta como um morador. Aproveite também para entrar nas inúmeras lojinhas interessantes da região.

Musée d’Art Moderne et Contemporain: obras de artistas consagrados, como Monet, Picasso, Kandinsky e Brauner fazem parte da coleção permanente. Esporadicamente, há mostras de novas revelações das artes plásticas. No local, vá também ao terraço panorâmico que tem uma bela vista para Petite France.

Quando visitar?

A melhor época para visitar Estrasburgo é entre os meses de maio e agosto, quando o clima é mais agradável.

Informações úteis

  • Moeda: Euro
  • Idioma: Francês
  • Fuso horário: +1 (UTC)
  • Visto: Os cidadãos brasileiros que desejarem se dirigir à França em viagem turística estarão isentos da exigência de visto. Esta medida aplica-se exclusivamente às estadas inferiores a 3 meses.
  • Clima: Estrasburgo possui um clima oceânico, com verões ensolarados e amenos e invernos frios. A temperatura média anual é de 10°C.
  • Maiores informações: http://www.otstrasbourg.fr (em francês)

Saint-Tropez, França

14 nov

Saint-Tropez - Praia de Pampelonne

Saint-Tropez é uma pequena comuna francesa, localizada na região de Provence-Alpes-Côte d’Azur, no departamento de Var. É uma vila de pescadores que pode ser compreendida em uma visita a seu velho porto, com vendedores, cafés de frente para o mar e iates luxuosos. Eles revelam: “St-Trop” é também uma estância pequena e charmosa que ricos e famosos buscam para passar o tempo. Brigitte Bardot fez a fama desta pequena cidade nos anos 60. E hoje ela ainda figura como um dos pontos mais badalados do planeta, atraindo milionários de todos os cantos do mundo.

Pontos de interesse

Cidadela: é um hexágono de muralhas de pedra construídas entre 1583 e 1607 para proteger o povoado de ataques inimigos. A cidade foi também a primeira da Provença a ser libertada pelos aliados na Segunda Guerra Mundial. Três meses após o Dia D e o famoso desembarque na Normandia, eles chegaram em Ramatuelle, a vila vizinha, onde fica a Praia de Pampelonne.

Praia de Pampelonne: esta é a praia que a maioria das pessoas consideram como “praia Saint-Tropez”. É uma praia longa, localizado a cerca de 5 km de Saint-Tropez. Apenas metade da praia pertence à comuna de Saint-Tropez, mas clubes como o Nikki Beach, localizado em Ramatuelle, frequentemente usam o termo praia Saint-Tropez.

Museu de Announciade: Com exposições temporárias no térreo e o acervo permanente no primeiro andar, o Museu de Announciade funciona numa antiga capela, de grossas paredes erguidas em 1568, transformada em museu em 1955. Seu acervo é composto de obras criadas entre 1890 e 1950.

Quando visitar?

A melhor época para visitar Saint-Tropez é nos meses de maio, junho, setembro e outubro, quando ainda está quente, em torno de 26°C, e você pode evitar as multidões, engarrafamentos, preços elevados e o calor de julho e agosto, quando as temperaturas médias são de 28°C, mas podem chegar a 35°C.

Informações úteis

  • Moeda: Euro
  • Idioma: Francês
  • Fuso horário: +1 (UTC)
  • Visto: Os cidadãos brasileiros que desejarem se dirigir à França em viagem turística estarão isentos da exigência de visto. Esta medida aplica-se exclusivamente às estadas inferiores a 3 meses.
  • Clima: Saint-Tropez tem um clima mediterrânico, com verões quentes e secos e invernos suaves e úmidos. A temperatura média do verão é 27°C, enquanto no inverno é de 6°C.
  • Maiores informações: http://www.ot-saint-tropez.com/ (em francês e inglês)

Paris, França

15 set

Paris - Torre Eiffel

Paris é a capital e a mais populosa cidade da França, bem como a capital da região administrativa de Île-de-France. A cidade se situa num dos meandros do Sena, no centro da bacia parisiense, entre os confluentes do Marne e do Sena rio acima, e do Oise e do Sena rio abaixo. Como a antiga capital dum império estendido pelos cinco continentes, ela é hoje a capital do mundo francófono. Abrigando numerosos monumentos, por seu considerável papel político e econômico, Paris é também uma cidade importante na história do mundo. Símbolo da cultura francesa, a cidade atrai quase trinta milhões de visitantes por ano, ocupando também um lugar preponderante no mundo da moda e do luxo.

Pontos de interesse

Torre Eiffel: é uma torre treliça de ferro do século XIX localizada no Champ de Mars, que se tornou um ícone mundial da França e uma das estruturas mais reconhecidas no mundo. A Torre Eiffel, que é o edifício mais alto de Paris, é o monumento pago mais visitado do mundo, milhões de pessoas sobem à torre cada ano.

Arco do Triunfo: em 1806, Napoleão Bonaporte ordenou a construção do monumento, que fica numa das extremidades da Avenida  Champs-Élysées, em homenagem ao exército francês. Com a queda do imperador, em 1815, as obras foram interrompidas e só concluídas em 1836. Do alto do arco, de aproximadamente 50 metros de altura, a vista de Paris é deslumbrante.

Champs-Élysées: comos seus cinemas, cafés, lojas de especialidades luxuosas e árvores de castanheiros-da-índia, a Champs-Élysées é uma das mais famosas e glamourosas avenidas do mundo. Arborizada ao longo dos 2 quilômetros que ligam o Arco de Triunfo à Place de la Concorde, reúne as principais joalherias e lojas de grandes grifes. De quebra, é vizinha à residência oficial do presidente da república, o Élysées Palace, imponente construção do século 18. É aqui que ocorre a grande festa de Réveillon em Paris, bem como as principais celebrações de conquistas militares ou esportivas, como o desfile de 14 de Julho (A Queda da Bastilha) e a etapa final do Tour de France.

Catedral de Notre-Dame: rodeada pelas águas do Rio Sena, esta famosa catedral, em estilo gótico, é o marco zero de Paris. Em frente à fachada ocidental há uma placa de bronze a partir da qual é calculada a distância entre a cidade e outros pontos da França. Fundada no século 12, é dedicada à Maria, mãe de Jesus.

Museu do Louvre: O Palácio do Louvre foi sede da monarquia francesa até o reinado de Luis 14, que o trocou pelo Palácio de Versalhes. Um dos maiores museus do mundo, o Louvre tem cerca de 30 mil obras expostas, entre elas a concorrida “Mona Lisa”, de Leonardo da Vinci. A controversa pirâmide de vidro, na entrada do prédio, foi inaugurada em 1989.

Quando visitar?

Os melhores meses do ano para se visitar Paris são maio, junho, julho e setembro. Em agosto, é muito melhor do que no inverno, mas também não é um mês ideal: faz calor, às vezes demais, e há multidões de turistas do mundo inteiro, pois esse período é de férias em quase todo o hemisfério norte. Em abril e outubro faz frio em Paris, mas em geral nada que chegue a estragar sua viagem. Em março e novembro, as temperaturas caem. A vantagem desses meses é que costumam coincidir com estações baixas ou intermediárias, quando a passagem para Paris é mais barata. Outro ponto é que a cidade, bem arborizada, está bonita, seja pelas folhas novas das árvores e flores da primavera, seja pelas folhas amareladas e marrons do outono forrando o chão.

Informações úteis

  • Moeda: Euro
  • Idioma: Francês
  • Fuso horário: +1 (UTC)
  • Visto: Os cidadãos brasileiros que desejarem se dirigir à França em viagem turística estarão isentos da exigência de visto. Esta medida aplica-se exclusivamente às estadas inferiores a 3 meses.
  • Clima: Paris tem um clima de tipo oceânico de transição. A influência oceânica é preponderante sobre a influência continental e se traduz em verões relativamente frios (18 °C em média) e invernos amenos (6 °C em média).
  • Maiores informações: http://www.parisinfo.com/ (em francês, inglês e português)

Nice, França

1 set

Nice - Porto de Nice

Nice é uma cidade da França, localizada na Riviera Francesa, entre Mônaco e Cannes, à cerca de 900km de distância de Paris. É um dos lugares mais visitados do mundo e a segunda cidade turística francesa, ficando atrás apenas de Paris. Conhecida por seus palácios, cassinos e festivais de barcos e iates, Nice tem uma história longa e complexa, até produzir a identidade que tem hoje de um centro de lazer para milionários. Geograficamente muito bem localizada, entre o mar e a montanha, Nice deve seu charme aos tons pastel de seu bairro antigo, à gastronomia, ao Museu Matisse, ao frescor da suave brisa marinha e à Promenade des Anglais.

Pontos de interesse

Promenade des Anglais: A avenida que circunda o Mar Mediterrâneo é boa para longas caminhadas. Sempre cheia de turistas e moradores locais, pessoas bonitas não faltam nesse passeio. Se quiser arriscar uma corrida para manter a forma, a via é perfeita. No fim da tarde, sente-se em algum dos bancos do caminho e admire o por-do-sol, inesquecível, de lá.

Vieux Nice: Bairro de ruas estreitas e com diversas opções de lazer. Com sorte, você encontra um bom festival de jazz no verão. Os restaurantes são tradicionais e oferecem pratos típicos, quase sempre tendo o peixe como ingrediente principal.

Parc du Chateau: Localizado no topo de uma colina, a 90 metros de altura a partir do Vieux Nice, o parque oferece uma das mais belas vistas da cidade. Para chegar ao alto, é possível pegar um elevador, que funciona apenas de dia, ou ir a pé e ter algumas das mais espetaculares paisagens da França no caminho.

Porto de Nice: Caminhando no sentido leste pela Promenade des Anglais chega-se ao porto, um ponto turístico de Nice que não pode deixar de ser conferido. Os barcos e iates vistos lá são deslumbrantes, literalmente “coisa de cinema”, e a vista que se tem da Promenade des Anglais também é bastante interessante. É de lá que parte o ferry que vai para a ilha de Córsica, e onde ficam algumas das boates mais famosas de Nice. Não deixe de prestar atenção no Monumento aos Mortos da Guerra, que fica nas proximidades do estacionamento próximo da entrada do porto.

Place Massena: Uma praça aconchegante no centro da cidade. Ideal para compras, com lojas que vão de produtos regionais a grandes grifes. Excelente também é bater papo ou simplesmente ver o movimento de Nice de um de seus bares e restaurantes tópicos.

Quando visitar?

A melhor época para visitar Nice é em meados de julho, quando faz calor e acontece um badalado festival de jazz na cidade.

Informações úteis

  • Moeda: Euro
  • Idioma: Francês
  • Fuso horário: +1 (UTC)
  • Visto: Os cidadãos brasileiros que desejarem se dirigir à França em viagem turística estão isentos da exigência de visto. Esta medida aplica-se exclusivamente às estadas inferiores a 3 meses.
  • Clima: O clima de Nice é de céu azul e ensolarado durante 300 dias do ano. As constantes brisas amenizam a temperatura máxima de 30ºC no verão. Já a mínima no moderado inverno é de 8ºC.
  • Maiores informações: http://nicetourisme.com/ (em francês)

Montpellier, França

20 ago

Montpellier - Arc du Triomphe

Montpellier é uma cidade francesa com mais de mil anos de história e com uma arquitetura que mescla o antigo e o moderno. É a capital do departamento Hérault e da região francesa do Languedoc-Roussillon. O nome Montpellier provém de mont pelé, o monte pelado, em função de sua escassa vegetação. É uma cidade mediterrânea e cosmopolita, com uma rica história, que reflete na excepcional arquitetura.

Pontos de interesse

Catedral de Montpellier: dedicada a são Pedro, foi construída no século XIV. Com uma arquitetura bastante peculiar, foi muito danificada durante as Guerras Religiosas do século XVI, passando por grande processo de reconstrução.

Place de la Comédie: a Place de la Comédie é o principal ponto da cidade de Montpellier desde meados do século 19, quando a principal estação ferroviária (Gare de Saint-Roch Montpellier) foi construída cerca de 200 metros ao sul da Place. No centro da praça está uma fonte chamado de Três Graças, construída pelo escultor Étienne d’Antoine em 1790. A peça original foi colocado no Musée Fabre, em 1989, mas mudou-se novamente durante a remodelação do museu para a Opéra Comédie, que está localizado na praça.

Jardim Botânico de Montpellier: é um jardim botânico universitário, parte integrante do patrimônio da Universidade de Montpellier. É o mais antigo jardim botânico na França.

Arc du Triomphe: O Arco do Trinfo de Montpellier é um monumento erigido em 1691, homenagem ao Rei Louis XIV, em um projeto desenvolvido por François d’Orbay e arquitetado por Augustin-Charles d’Aviler. O arco é como uma porta de entrada para a Place du Peyrou, local também dedicado a glória do Rei Sol. Composto por imagens em baixo relevo que mostram o reinado do monarca, o Arco ocupa um espaço estratégico, onde o pôr do sol pode ser visto de seu arco interior, assim como a estátua em homenagem ao monarca e o Chateau d’Eau, ambos no Jardim de Peyrou. A construção se inspira em seu precursor de Paris, mas em proporções muito menores: 15 metros de altura por 18 metros de largura. O Arco dedicado ao benfeitor da cidade substituiu uma antiga porta que era seguida por uma ponte levadiça: a porta tornou-se o Arco e a ponte foi trocada por outra maior, de pedra e com 30 metros de largura, que vai até os portões do espaço Peyrou.

Quando visitar?

A melhor época para visitar Montpellier é durante a primavera ou outono, quando o clima é ameno.

Informações úteis

  • Moeda: Euro
  • Idioma: Francês
  • Fuso horário: +1 (UTC)
  • Visto: Os cidadãos brasileiros que desejarem se dirigir à França em viagem turística estarão isentos da exigência de visto. Esta medida aplica-se exclusivamente às estadas inferiores a 3 meses.
  • Clima: O clima de Montpellier é mediterrâneo quente, variando entre 25°C e 35°C no verão e enre 10°C e 15°C no inverno, com outonos e primaveras suaves.
  • Maiores informações: http://www.montpellier.fr/ e http://www.ot-montpellier.fr (em francês)

Marselha, França

3 ago

Marselha - Basílica Notre Dame de La Garde

Marselha é a segunda maior cidade de França e a mais antiga cidade francesa. Localizada na antiga província da Provença e na costa do Mediterrâneo, é o maior porto comercial do país. Marselha é uma cidade cultural, que oferece uma riqueza patrimonial e gastronômica que a torna ainda mais fascinante. São 22 museus, 17 teatros e festivais de música durante o ano inteiro. E mais: 23 praias, 14 portos e, em média, 300 dias de sol por ano. É uma ótima cidade para servir como ponto base para explorara inúmeras cidades históricas do sul da França.

Pontos de interesse

Basílica Notre Dame de La Garde: localizada em uma colina de 154 metros, a construção, no estilo romano bizantino, foi concluída em 1864. O símbolo maior de Marselha surpreende pela beleza da decoração, com deslumbrantes mosaicos e um santuário gigantesco dedicado à  Virgem Maria, com uma estátua de 9,70 m de altura. De lá, tem-se também a mais bela vista da cidade.

Vieux-Port: Um passeio a pé pelo porto do centro de Marselha garante belezas naturais espetaculares como paisagem e a visita a monumentos ilustres (Forte Saint-Nicolas, Forte Saint-Jean, Palácio do Pharo, Hotel Dieu, etc). Alguns dos melhores restaurantes da França também estão nesse caminho.

Château d’If: é uma antiga prisão situada numa ilha costeira à cidade, onde O Conde de Monte Cristo foi encarcerado, no romance de Alexandre Dumas. O Castelo de IF está localizado na Ilha de IF, que parte do Golfo de Lyon, do Arquipélago do Frioul, estando ao Sul da França, na Baía de Marselha. A história dessa ilha onde fica o castelo é bastante bizarra, quando em 1516 ela passou a ser morada de um rinoceronte, que foi oferecido como presente do Rei de Portugal ao Papa Leão X que lá parou por ocasião do naufrágio da embarcação que o carregava.O Castelo de IF foi construído por ordem de Francisco I, por ocasião da invasão de Marselha, como fortaleza e a fim de se proteger de um possível ataque marítimo. A partir do século XVII o local foi transformado em prisão pelo Estado, mas posteriormente desativada. Atualmente, o local é uma das grandes atrações turísticas da cidade de Marselha.

Palácio de La Bourse: Construído em meados do século 19 e decorado com esculturas que lembram as glórias do comércio de Marselha, o edifício abriga a mais antiga Câmara de Comércio do mundo, de 1599. Também no local podem ser visitados os museus da Marinha e da Economia.

Quando visitar?

Marselha é especialmente atraente nos meses de verão (junho, julho e agosto), quando os campos floridos de lavanda da Provença estão em seu ápice, e a cidade está agitada com atrações culturais.

Informações úteis

  • Moeda: Euro
  • Idioma: Francês
  • Fuso horário: +1 (UTC)
  • Visto: Os cidadãos brasileiros que desejarem se dirigir à França em viagem turística estão isentos da exigência de visto. Esta medida aplica-se exclusivamente às estadas inferiores a 3 meses.
  • Clima: O clima nesta cidade é mediterrâneo, com temperaturas amenas durante todo o ano, as temperaturas médias rondam em torno de 22°C. Os invernos são frios e os verões mais quentes.
  • Maiores informações: http://www.marseille-tourisme.com/ (em francês)

Lyon, França

19 jul

Lyon - Catedral St. Jean

Lyon é uma das maiores cidades francesas (segunda maior área urbana, terceiro maior município), capital da região Ródano-Alpes e do departamento de Ródano, na junção do Ródano (Rhône) e do Saône. Dispõe de encantadores restaurantes que servem uma das melhores culinárias do mundo. Vida artística agitada, lojas para todos os gostos, eventos culturais aos montes e recantos excelentes para simplesmente descansar, com praias, rios e colinas. Declarada Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco, a região de Lyon aprendeu a integrar com harmonia o lado antigo e a modernidade francesa.

Pontos de interesse

Musée des Beaux-Arts: No coração de Lyon aparece o suntuoso Palais Saint-Pierre e seu museu. Totalmente restaurado, expõe uma das mais importantes coleções de arte da França. Dividido por 70 salas, em 7 mil metros quadrados, revela detalhes do passado da Grécia, do Egito Antigo, mostra esculturas e pinturas da Idade Média.

Instituto Lumière: Foi perto dessa mansão, em 1895, que os irmãos Lumière exibiram o primeiro longa-metragem do mundo “La Sortie des Usines Lumière”. Lugar para deixar cinéfilos malucos com o acervo e obras de arte dos antigos donos. Tem ainda o museu do cinema e uma sala de exibição em que os clássicos tem prioridade.

Ópera de Lyon: No cento da cidade está uma das mais belas construções da região. Do edifício original, do século 18, sobraram apenas as quatro fachadas. Nos anos 90, graças ao arquiteto Jean Nouvel, um imenso vidro passou a dar transparência é ópera. Lá dentro, madeira, ouro e acústica privilegiada.

Igreja San Nizier: Exemplo do estilo gótico, a construção do século 15 se destaca em Presqu’île,região essencial para tornar Lyon Patrimônio Mundial da Humanidade.

Catedral St. Jean: Uma igreja em estilo romanesco absolutamente fascinante. O portal com inscrições dos signos do zodíaco e um relógio astronômico com figuras móveis que marcam as horas merecem fotos e mais fotos. Foi inaugurada no século 15.

Quando visitar?

A melhor época para visitar Lyon é de maio a setembro, quando as temperaturas estão mais agradáveis.

Informações úteis

  • Moeda: Euro
  • Idioma: Francês
  • Fuso horário: +1 (UTC)
  • Visto: Os cidadãos brasileiros que desejarem se dirigir à França em viagem turística estão isentos da exigência de visto. Esta medida aplica-se exclusivamente às estadas inferiores a 3 meses.
  • Clima: Lyon possui um clima oceânico, com temperatura média de 20 °C no verão e 3 °C no inverno.
  • Maiores informações: http://www.lyon-france.com/ (em francês)

 

Cannes, França

27 mar

Cannes - La Croisette

Cannes é uma cidade do sul da França, no departamento de Alpes-Maritimes, situada à beira do mar Mediterrâneo, na Costa Azul.

A principal atividade de Cannes é o turismo. Existem diversos hotéis e lojas de luxo na cidade. Na beira do mar, a sua célebre avenida da Croisetteé um dos principais pontos turísticos, bem como as ilhas Lérins, ao largo da costa, que fazem parte da cidade.

Pontos de interesse

La Croisette: é uma rodovia de destaque em Cannes. Ela se estende ao longo da costa do Mar Mediterrâneo e tem cerca de2 km de comprimento. A Croisette é conhecido pelo Palais des Festivals et des Congrès, onde o Festival de Cinema de Cannes é realizado. Muitas lojas caras, restaurantes e hotéis (como o Carlton, Majestic, JW Marriott Cannes, Chanel e Martinez) estão nessa rodovia.

Îles de Lérins: Duas ilhas na baía de Cannes que valem a pena visitar. A menor é St Honorat, que tem um mosteiro e castelo em ruínas. Os monges vendem alimentos/bebidas produzidos no mosteiro. A ilha maior é Ste Marguerite, que também tem um castelo, lojas, bares e restaurantes. Encontre uma enseada calma, alguma sombra de palmeiras, e um snorkel barato antes de nadar em torno das enseadas rochosas.

Mercado Coberto (Marché Forville): Para obter uma alimentação espetacular e uma experiência gastronômica única, não há melhor lugar que o Marché Forville. Nenhum outro mercado em Cannes tem tanta variedade de produtos.

Musée de la Castre: está no topo da colina de Le Suquet, nas ruínas do castelo medieval dos monges de Lerins. O museu tem coleções de arte primitiva, antiguidades mediterrâneas e instrumentos musicais.

 Quando visitar?

A melhor época para visitar Cannes é nos meses de maio, junho, setembro e outubro, quando ainda está quente, em torno de24°C, e é  possível evitar as multidões, engarrafamentos, os preços elevados e ao calor escaldante de julho e agosto, quando as temperaturas médias ficam em torno de 27°C, mas podem subir para 35°C.

Informações úteis

  • Moeda: Euro
  • Idioma: Francês
  • Fuso horário: +1 (UTC)
  • Visto: Os cidadãos brasileiros que desejarem se dirigir à França em viagem turística estão isentos da exigência de visto. Esta medida aplica-se exclusivamente às estadas inferiores a 3 meses.
  • Clima: Cannes tem um clima Mediterrâneo e da cidade goza de 12 horas de sol por dia durante o verão (maio a setembro), enquanto durante o inverno (dezembro a fevereiro) o clima é ameno. Os verões são longos e quentes, com temperaturas médias de 25°C. As temperaturas permanecem elevadas de junho a setembro, o período mais movimentado do ano. Apesar das altas temperaturas, a brisa do Mediterrâneo mantém noites de verão confortavelmente frescas. As temperaturas caem abaixo de 10°C durante o inverno. A primavera e o outono são frescos e agradáveis.
  • Maiores informações: http://www.cannes.com (em francês)

Bordeaux, França

28 fev

Bordeaux - La Victoire

Bordeaux é uma cidade francesa, considerada a capital mundial do vinho. A cidade está situada perto da costa Atlântica, no sudoeste de França, e é atravessada pelo rio Garonne.

Bordeaux foi classificada como Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO, por causa do excepcional conjunto urbano que a cidade representa.

Desde a libertação da cidade na Segunda Guerra Mundial, a cidade cresceu e é hoje uma sede de uma das maiores áreas metropolitanas europeias do litoral, sendo um destino turístico muito apreciado.

Pontos de interesse

Musee D’Art Contemporain: O espaço do museu foi construído em 1824 para estocar produtos importados/exportados das colônias. Seu acervo não é fixo, apenas exposições temporárias distribuídas nos seus 3 andares.

Musee D’Aquitaine: Achados arqueológicos do período pré-romano. Coleção de pinturas, esculturas e outras obras.

Les Quais: Ótimo para um agradável passeio nas margens do Garonne, e para desfrutar de um passeio em um barco, exibindo uma paisagem deslumbrante sobre as pontes de Bordeaux, ou dançar a noite toda em uma das várias casas noturnas da cidade. A Ponte Aquitaine é uma realização arquitetônica única da França.

La Victoire: Os monumentos históricos contrastam com a vida estudantil e com os bares da região. Não perca o Arco do Triunfo (arquitetura romana), no centro de La Victoire, que é um grande exemplo das raízes romanas da cidade.

Passeios nos vinhedos: Passeios estão disponíveis através de muitas agencias de turismo. Você pode fazer passeios diários saindo de Bordeaux e que vão para todos os principais vinhedos da região: Saint Emilion, Médoc, Graves e Sauternes.

Quando visitar?

A melhor época para visitar Bordeaux é durante a primavera (de março a junho), quando as temperaturas não são nem muito frias e nem excessivamente quentes.

Informações úteis

  • Moeda: Euro
  • Idioma: Francês
  • Fuso horário: +1 (UTC)
  • Visto: Os cidadãos brasileiros que desejarem se dirigir à França em viagem turística estarão isentos da exigência de visto. Esta medida aplica-se exclusivamente às estadas inferiores a 3 meses.
  • Clima: Bordeaux tem um clima temperado que vem da influência do Oceano Atlântico e do estuário do Gironde. A região de Bordeaux caracteriza-se por ter um clima ameno no Inverno, assim como na Primavera e no Outono. Os verões são cada vez mais quentes possivelmente devido ao aquecimento global da Terra.
  • Maiores informações: http://www.bordeaux-tourisme.com (em inglês, francês ou espanhol)
%d blogueiros gostam disto: