Arquivo | Brasil RSS feed for this section

Ilhabela, Brasil

30 dez

Ilhabela - Praia do Bonete

Ilhabela é um dos únicos município-arquipélago marinho brasileiro e está localizado no litoral norte do estado de São Paulo, microrregião de Caraguatatuba. Possui uma das mais acidentadas paisagens da região costeira brasileira, com todas as características de relevo jovem. Banhado pelo oceano Atlântico, o município está localizado a 135 km da capital paulista e a 140 km da divisa com o estado do Rio de Janeiro. Está situada um pouco ao sul do Trópico de Capricórnio, que passa sobre a cidade vizinha de Ubatuba.

Pontos de interesse

Museu Náutico: Inaugurado em 2010, o Museu Náutico de Ilhabela conta com um valioso acervo de objetos como cristais, porcelanas, faianças, talheres de prata, artefatos de bronze, entre outros, datados do século XVIII até meados dp século passado. Possui ainda toda a história da escafandria, mergulho profissional e recreativo com várias peças em exposição, além de maquetes dos principais naufrágios ocorridos na região. São mais de 1.500 peças de vários naufrágios, inclusive peças compradas de antigos caiçaras, que presenciaram os fatos e assim perpetuaram a história, e objetos originais obtidas em desmanches de navios. A costa do arquipélago de Ilhabela é repleta de acidentes marítimos ocorridos desde seu descobrimento. E é por meio da conservação desse patrimônio que o museu procura contar a história da navegação através de sua exposição.

Cachoeira do Gato: A trilha para a Cachoeira do Gato inicia no Canto do Ribeirão, na Praia dos Castelhanos.  O percurso de 4 quilômetros (ida e volta) e nível de dificuldade médio, passa pelo interior da Mata Atlântica preservada até chegar na mais alta cachoeira do Parque Estadual de Ilhabela. Com 80 metros de altura,  água escorre de um paredão rochoso praticamente vertical e, numa segunda queda, de aproximadamente 15 metros, cai reta sobre um grande poço. A força da água é enorme. Abaixo dessa queda principal há outras cinco pequenas, com poços de águas transparentes, excelentes para banho.

Parque Estadual de Ilhabela: O Parque Estadual de Ilhabela foi criado em 20 de janeiro de 1977 para proteger uma área de 27.025 ha de Mata Atlântica, um dos biomas mais ameaçados e ricos em espécies de fauna e flora do Planeta. A  área da reserva de Mata Atlântica corresponde a aproximadamente 85% do território total do arquipélago de Ilhabela, formado pela Ilha de São Sebastião e outras 11 ilhas, 2 ilhotes e 2 lajes. É na Ilha de São Sebastião, de aproximadamente 337 km², onde estão a área urbana do município e também a maior parte do Parque, cujos limites são definidos por cotas altimétricas que variam entre 0, 100 e 200 metros de altitude. Todas as outras ilhas, ilhotes e lajes são protegidos integralmente pela Unidade de Conservação.

Praia do Bonete: Considerada pelo respeitado jornal britânico ‘The Guardian’ uma das dez praias mais bonitas do Brasil, esta praia de areias claras e mar agitado é habitada pela maior comunidade tradicional caiçara do município. Localizada ao sul da ilha, é preciso seguir uma trilha de  12 km de extensão partindo da Ponta de Sepituba  passando pelo Parque Estadual de Ilhabela e atravessando três cachoeiras com águas cristalinas – caminhada que dura de 4 a 5 horas. Outra maneira de se chegar a essa praia é por mar, navegando em tradicionais canoas caiçaras ou barcos de passeio, contornando a ponta da Sepituba, no extremo sul da Ilha. Nesta praia repleta de chapéus-de-sol, com mais de 600 metros de extensão, ondas que chegam até 3 m, fazem do local o paraíso dos surfistas.

Praia de Jabaquara: Entre a praia do Pacuíba e a da Fome, o Jabaquara é uma das praias mais lindas e preservadas da Ilha. É o último acesso por carro ao norte da ilha e o caminho passa por mirantes com vistas magníficas de 180 graus do litoral norte e Serra do Mar. O acesso ao local pode ser feito de bicicleta, carro ou embarcação. Com 500 metros de extensão, tem uma larga faixa de areia branca, cortada por dois riachos, um em cada extremidade, e mar azul turquesa. O rio que deságua no lado direito forma uma linda lagoa de água doce. Na praia, além de bares, há algumas casas de caiçaras e coqueiros por sua orla.

Quando visitar?

A melhor época para visitar Ilhabela é durante o verão.

Informações úteis

  • Moeda: Real
  • Idioma: Português
  • Fuso horário: -3 (UTC)
  • Clima: O clima de Ilhabela é classificado como tropical litorâneo úmido, com temperatura média anual de 25°C
  • Maiores informações: http://www.ilhabela.sp.gov.br/portal/
Anúncios

Guarujá, Brasil

28 dez

Guarujá - Praia da Enseada

Guarujá é um município na Região Metropolitana da Baixada Santista, no estado de São Paulo, no Brasil. É a terceira maior ilha do litoral do estado de São Paulo. Atualmente, a cidade de Guarujá é conhecida como a “Pérola do Atlântico”, devido às suas belas praias e belezas naturais. Muito procurada pelos turistas na alta temporada, a cidade conta com praias urbanizadas e algumas selvagens, acessíveis apenas por trilhas. Além do litoral, Guarujá oferece construções históricas e trilhas de ecoturismo. Outra atração local é a pesca artesanal, que pode ser vista e praticada em diversas praias do município.

Pontos de interesse

Praia do Tombo: Tem esse nome devido à sua formação geológica, com ondulações fortes, forma vários buracos que provocam “tombos” aos mais desatentos. Existe uma lenda, que os escravos eram aprisionados em grutas existentes nas encostas do morro para depois serem atirados ao mar e com isso, o mar se revoltou. A praia é palco de campeonatos de surf de nível nacional e local preferido para treino de profissionais do esporte, por essa razão tem um palanque fixo para estes tipos de eventos. À noite, bares e quiosques temperam ainda mais a azaração no local. A praia é boa para banhistas, mas atenção às sinalizações dos Bombeiros.

Praia da Enseada: A maior praia de Guarujá tem águas claras e muitas ondas. O meio e o canto direito são mais procurados para a prática de surf, o lado esquerdo é mais calmo, ideal para a prática de esportes náuticos e possui rampas de acesso do calçadão a areia, específicas para lanchas e Jet skis. Foi muito utilizada antigamente para o desembarque de escravos. Possui aproximadamente cem quiosques distribuídos em toda sua orla para atendimento ao turista, no local há a maior concentração de hotéis e pousadas da cidade e importantes eventos esportivos são realizados no agito do verão.

Praia das Pitangueiras: Pitangueiras é a primeira praia a ser vista, quer se chegue por balsa ou pela estrada, pois localiza-se na área central da cidade, cujo bairro também tem o nome da praia e divide o litoral do município em praias tanto ao norte quanto ao sul. Boa para banho, urbanizada, tem longos edifícios por toda sua faixa costeira. É uma das praias com maior concentração de turistas; tem uma área preferida para a prática do surfe, junto ao Morro do Maluf (cujo nome correto é Morro da Campina) e bem no centro uma ilhota, habitada por urubus e carangueijos, denominada Pombeva. Nas Pitangueiras localiza-se também o calçadão onde ficam os restaurantes, bares e o Shopping La Plage. No extremo oeste da praia fica o Edifício Sobre as Ondas, construído tão próximo do mar que, quando a maré esta alta, a água chega a bater em sua base.

Forte dos Andradas: Instalado no Morro do Monduba, o Forte dos Andradas é um complexo bélico, na costa voltada para o mar,  na Praia do Monduba e Praia do Bueno, em extensa área de Mata Atlântica. Projetado em 1934 pelo Tenente-Coronel de Engenharia João Luiz Monteiro de Barros, foi o último a ser construído no Brasil, tendo sua conclusão em 1942, na Segunda Guerra Mundial. Ocupa área de 2,1 milhões de m² e foi edificado escavando-se e encravando-se túneis com dezenas de galerias nas rochas do morro, com o objetivo de ocultar as instalações dos canhões de tiro curvo. E recebeu o nome de Forte dos Andradas em homenagem aos defensores da Independência, os irmãos Andrada, José Bonifácio de Andrada e Silva, Martim Francisco Ribeiro de Andrada e Antônio Carlos Ribeiro de Andrada Machado e Silva. A entrada no local é permitida somente com autorização prévia e o atrativo organiza visitas guiadas pelo espaço.

Mirante do Morro da Caixa D’Água: O Mirante do Morro da Caixa D’Água faz o viajante sentir-se no topo do mundo. De lá, é possível observar o maravilhoso mar que banha Guarujá, com especial atenção à Praia do Tombo, à direita, e à Praia das Astúrias, à esquerda. E o local também é refúgio dos praticantes de parapente, que, como os pássaros, amam voar, decolando e pousando em busca de uma experiência aérea que somente Guarujá pode proporcionar.

Aquário Acqua Mundo: Localizado na Praia da Enseada, o Acqua Mundo é atualmente o maior aquário de água salgada da América do Sul. Além da exposição da fauna e flora aquática o empreendimento também oferece oficinas temáticas, ciclo de palestras, atividades educacionais e acampamento noturno. São mais de 230 espécies e mais de 8 mil animais em exposição divididos em tanques temáticos, de contato e espaços ao ar livre. Para acompanhamento das visitas há no local monitores e profissionais habilitados.

Quando visitar?

Guarujá pode ser visitado o ano todo. Mas, a melhor época é no verão, diversos eventos movimentam ainda mais as praias. Para quem prefere descansar, evite a alta estação, quando há congestionamentos.

Informações úteis

  • Moeda: Real
  • Idioma: Português
  • Fuso horário: -3 (UTC)
  • Clima: O clima do Guarujá é tropical úmido. A temperatura atinge máximas de 38°C no verão e mínimas de 10°C no inverno.
  • Maiores informações: http://www.guaruja.sp.gov.br/

Vitória, Brasil

18 dez

Vitória - Palácio Anchieta

Vitória é a capital do estado do Espírito Santo, e uma das três ilhas-capitais do Brasil (as outras são Florianópolis e São Luís). Está localizada na Região Sudeste. Fundada em 1551, a cidade de Vitória preserva ainda várias formas arquitetônicas da época. São casarios, igrejas, palácios e escadarias, localizadas em sua quase totalidade no centro da cidade.

Pontos de interesse

Palácio Anchieta: Construído pelos Jesuítas no século XVI, o Palácio Anchieta abriga desde o século XVIII a sede do Governo Estadual. De frente para o mar, com vista para o Porto de Vitória, a construção guarda o túmulo do padre jesuíta José de Anchieta e é uma das sedes de governo mais antigas do Brasil.

Ilha do Boi: As duas praias mais disputadas de Vitória ficam aqui. Ambas têm pouco mais de 100 metros, areia limpa e boas sombras de castanheiras. A Praia Direita dá de frente paraas ilhotas Galheta de Dentro e de Fora, área de reprodução de aves marinhas. Na Praia Esquerda (Grande) há uma praça com playground e algumas barracas de ambulantes. A Avenida Renato Nascimento Daher Carneiro percorre toda a Ilha do Boi até as praias.

Escadarias de Vitória: A cidade conta com belas escadarias, entre as quais a Escadaria Bárbara Lindemberg, que foi construída no século XX e localiza-se em frente ao Palácio Anchieta.

Catedral Metropolitana de Vitória: Localizada na Cidade Alta, na Praça Dom Luiz Scortegagna, a Catedral foi erguida quase no mesmo local da primitiva Matriz, demolida no inicio deste século. Teve sua construção iniciada em 1920 e foi somente concluída nos anos setenta. Símbolo da cidade de Vitória, a Catedral foi tombada pelo Conselho Estadual de Cultura, em maio de 1984. Destaca-se no ambiente por sua imponência e por possuir arquitetura eclética com característica neogótica. Tem como destaque os maravilhosos vitrais de suas paredes.

Theatro Carlos Gomes: Localizado na Praça Costa Pereira, Centro de Vitória, foi construído em 1927. Sua arquitetura foi inspirada no Teatro Scala, de Milão (Itália), e projetada pelo arquiteto italiano André Carloni. A cúpula foi feita pelo artista plástico capixaba Homero Massena e nela predomina o estilo neo-renascentista italiano.

Quando visitar?

Vitória pode ser visitada durante todo o ano.

Informações úteis

  • Moeda: Real
  • Idioma: Português
  • Fuso horário: -3 (UTC)
  • Clima: O clima de Vitória é tropical, com temperatura média anual de 23 °C e ocorrência de precipitações pluviométricas, principalmente nos meses de outubro a janeiro.
  • Maiores informações: http://www.vitoria.es.gov.br/turismo.php

Vila Velha, Brasil

16 dez

Vila Velha - Praia Barra do Jucu

Vila Velha é um município do estado do Espírito Santo, Brasil. Fundado em 23 de Maio de 1535 com o nome de Vila do Espírito Santo, figurando como a cidade mais antiga do estado, pelo português Vasco Fernandes Coutinho, donatário da Capitania do Espírito Santo, e foi sede da capitania até 1549, quando esta foi transferida para Vitória e o município passou a ter o nome atual. Vila Velha é a maior cidade do Espírito Santo, à frente da capital, Vitória. Tem um grande porte industrial, e é segundo o maior centro comercial do Estado, depois da capital, Vitória. Está a 5 km da capital do estado e possui 32 quilômetros de litoral, sendo praticamente todo recortado por praias, as quais constituem importantes ícones turísticos e paisagísticos, como a Praia da Costa, de Itapoã e de Itaparica.

Pontos de interesse

Convento Nossa Senhora da Penha: É um dos santuários mais antigos do Brasil, fundado por Frei Pedro Palácios no ano de 1558. Conta uma famosa lenda que o Frei Pedro Palácios morava numa gruta que fica aos pés da ladeira do convento e possuía um quadro de Nossa Senhora da Penha. Esse quadro desapareceu três vezes, e as três vezes o mesmo quadro foi encontrado no alto do morro onde foi construído o convento.

Fábrica de chocolates Garoto: A fábrica da Garoto não é mais apenas onde são fabricados os chocolates da marca: é uma atração turística em Vila Velha e recebe até 400 pessoas por dia para ver a produção de bombons. O Chocotour Garoto dura uma hora e meia e recebe cerca de 300 mil pessoas por ano. “Chocodutos” se estendem por 6 quilômetros dentro da fábrica e há paradas para degustação. O processo é bem tecnológico: é possível ver máquinas que embalam até 1.250 unidades por minuto. Para fazer o trajeto na área industrial, é preciso trajar calça comprida, blusa de manga e calçar tênis.

Morro do Moreno: Tem 274 metros de altura, conta com local para pesca, rampa para voo livre, fonte com água mineral, mirantes naturais, com espessa mata virgem à volta; possui três vias de escalada: duas de frente para a Terceira Ponte e uma de frente para a Praia da Costa. Orlado por uma vegetação remanescente de Mata Atlântica, onde muitas pessoas vão para tirar fotos, fazer piqueniques ou caminhadas.

Museu Ferroviário: O Museu Vale é um museu situado na antiga Estação Pedro Nolasco da ferrovia Vitória-Minas. A Maria-Fumaça, locomotiva a vapor vinda da Filadélfia (EUA), foi adquirida em 1945 pela Companhia Vale. Restaurada em 1997, ainda se encontra em perfeito estado de funcionamento, bem como sua composição de carro de passageiros e vagão de cargas. O edifício-sede abriga o acervo permanente com 133 itens (84 peças e 49 fotografias) que contam a história da Estrada de Ferro Vitória a Minas. A Sala da Construção, a Sala de Manutenção e a Sala das Estações são espaços expositivos que apresentam a história da ferrovia. Visitar essas salas é percorrer o passado. O Museu conta também com o Centro de Memórias, que possui um precioso patrimônio arquivístico. O Museu possui uma Maquete Ferroviária com 34m² de área construída, que ilustra todo o trajeto da Estrada de Ferro Vitória a Minas. Há ainda o Painel Interativo, que explica o processo de extração do minério, o carregamento e o descarregamento dos vagões e de navios, o processamento do minério e nas usinas de pelotização no Complexo de Tubarão e como ele é transportado atualmente. O Museu Vale, desde sua inauguração, vem apresentando obras de artistas que pertencem à história da arte contemporânea nacional e internacional. As mostras são realizadas na Sala de Exposições Temporárias, localizada no edifício-sede e no Galpão de Exposições, um antigo armazém de cargas adaptado para exposições de grande porte.

Praia Barra do Jucu: Mar com ondas fortes, repuxo e águas escurecidas pelo rio Jucu, em que é freqüente a revoada das garças no final da tarde. A Barra do Jucu é uma antiga vila de pescadores que preserva as características de vila e seu folclore, como as Bandas de Congo que costumam tocar nos finais de semana, culinária típica e noite animada. A praia é point de surf, body board e canoagem sobre as ondas de onde saíram vários campões mundiais.

Quando visitar?

Vila Velha pode ser visitada durante todo o ano.

Informações úteis

  • Moeda: Real
  • Idioma: Português
  • Fuso horário: -3 (UTC)
  • Clima: Vila Velha possui um clima tropical quente e úmido, com temperatura média anual em torno de 25°C.
  • Maiores informações: http://www.visitevilavelha.com.br/

Uberlândia, Brasil

3 dez

Uberlândia - Praça Tubal Vilela

Uberlândia é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Mais conhecida como a capital do Triângulo Mineiro, Uberlândia tem perfil de cidade de negócios. O município conta ainda com uma importante tradição cultural, que vai desde o seu artesanato até o teatro, a música e o esporte.

Pontos de interesse

Praça Tubal Vilela: é uma das principais e mais importantes praças de Uberlândia, e está localizada no hipercentro da cidade. A praça foi tombada como Patrimônio Histórico Municipal em 2004.

Mercado Municipal de Uberlândia: Está localizado no Centro da cidade. Foi instituído em 1923, mas só teve suas obras executadas em 1944, no mandato do prefeito Vasconcelos Costa, com arquitetura moderna para a época. Foi centro atacadista até 1977, quando o comércio foi transferido para a Ceasa. Situado à Rua Olegário Maciel, e oferece diversos produtos típicos de Minas Gerais e serviços variados.

Museu Municipal de Uberlândia: Fica localizado no Centro da cidade, na Praça Clarimundo Carneiro. O mesmo foi sede da Prefeitura da cidade e também abrigou a Câmara Municipal. Totalmente reformado, hoje é palco de importantes trabalhos e é onde são realizados diversos projetos culturais.

Parque do Sabiá: É um parque/zoológico administrado pela FUTEL (Fundação Uberlandense de Turismo, Esporte e Lazer). É um complexo verde composto por Zoológico com animais em cativeiro de dezenas de espécies; Sete lagos que formam uma grande Lagoa; Aquário, que comporta 36 aquários e 36 espécies diferentes de peixes; Pista de Cooper de 5.100 metros de extensão; além de outros atrativos.

Quando visitar?

Uberlândia pode ser visitada o ano todo. No verão ocorrem mais chuvas, enquanto que o período de inverno é de seca.

Informações úteis

  • Moeda: Real
  • Idioma: Português
  • Fuso horário: -3 (UTC)
  • Clima: O clima de Uberlândia é caracterizado tropical de altitude, com diminuição de chuvas no inverno e temperatura média anual de 22,3°C, tendo invernos secos e amenos e verões chuvosos com temperaturas altas.
  • Maiores informações: http://www.uberlandia.mg.gov.br/

Três Lagoas, Brasil

30 nov

Três Lagoas - Relógio Central

Três Lagoas é um município brasileiro da região Centro-Oeste, localizado no estado de Mato Grosso do Sul. Trata-se da terceira cidade mais populosa e importante desse estado e do 25º município mais dinâmico do Brasil. Fundada em 1915, sua colonização iniciou-se na década de 1880 por Luís Correia Neves Filho, Antônio Trajano dos Santos e Protásio Garcia Leal. Seu nome origina-se das três lagoas que existem na região. Apesar de seu potencial turístico, tanto em termos de atrações como instalações e infra-estrutura, o governo municipal e empresários de Três Lagoas somente nos últimos anos têm se esforçado com maior organização para fazer da cidade e da região um pólo de turismo. O município recebe turistas de diversas partes do Brasil, mas principalmente de Rio de Janeiro e São Paulo, que se deslocam à região para atividades relacionadas à pesca, entre outras, uma vez que possui uma colônia de pescadores em Jupiá.

Pontos de interesse

Ponte Francisco Sá: Localizada sobre o Rio Paraná, demorou 15 anos para começar a ser construída. Inaugurada em 1926 pela antiga Estrada de Ferro Noroeste do Brasil, mede 1024 metros de comprimento, e liga os estados de Mato Grosso do Sul e São Paulo.

Relógio Central: Construído em 1936 pela prefeitura, é chamado de “o senhor do tempo”. Localizado no centro da cidade, tem uma altura de dez metros. Em 1982, a prefeitura realizou seu tombamento.;

Cemitério do Soldado: O jazigo é uma homenagem ao soldado José Carvalho de Lima, morto em episódio do Tenentismo de 1924 e a quem se atribui milagres. É muito visitado por devotos.

Praias do Rio Sucuriú: De areias brancas, lá estão localizados o Balneário Municipal e muitos ranchos particulares.

Quando visitar?

Três Lagoas pode ser visitada o ano todo.

Informações úteis

  • Moeda: Real
  • Idioma: Português
  • Fuso horário: -4 (UTC)
  • Clima: Três Lagoas possui um clima tropical quente e úmido. A temperatura média local é de 26°C. Possui estação chuvosa no verão e seca no inverno.
  • Maiores informações: http://www.treslagoas.ms.gov.br/

Trancoso, Brasil

29 nov

Trancoso - Praia dos Nativos

Trancoso é um povoado pertencente ao município de Porto Seguro, no estado da Bahia, no Brasil. Antiga aldeia de São João Batista dos Índios, foi fundada pelos padres jesuítas em 1586. Trancoso oferece a seus habitantes e visitantes um encontro íntimo com a natureza em uma vida saudável e cheia de prazeres. Em Trancoso, a principal atividade econômica é o turismo. Também tem o artesanato tem se desenvolvido, com características primitivistas.

Pontos de interesse

Praia dos Nativos: A praia dos Nativos está localizada em frente a Trancoso, do lado norte da barra do rio Trancoso. Logo perto da barra localizam-se diversas cabanas de praia onde se servem comidas típicas da Bahia, aperitivos e bebidas. Ao longo desta praia encontram-se também algumas das melhores pousadas.

Praia dos Coqueiros: A praia dos Coqueiros situa-se ao sul da barra do rio Trancoso. Chega-se a ela descendo pelo caminho que está ao lado direito da igreja de Trancoso. Praia de águas calmas cercada de recifes. Nela encontram-se diversas cabanas que servem ótimos quitutes da cozinha baiana.

Quadrado: O Quadrado, a ampla praça no centro do vilarejo, emoldurada por casinhas coloridas e pela igrejinha branca ao fundo, continua a ser o coração do local e onde tudo acontece. Nas casinhas simples e coloridas do Quadrado, hoje há bares, restaurantes, pousadas cheias de estilo, lojinhas de artesanato e butiques de grifes famosas.

Quando visitar?

O período ideal para visitar o Trancoso vai de dezembro a março, quando chove menos e as temperaturas podem chegar aos 40ºC. Os meses de junho e julho não são recomendáveis, já que chove, venta muito e as temperaturas caem. Entre setembro e novembro, o clima é muito variável.

Informações úteis

  • Moeda: Real
  • Idioma: Português
  • Fuso horário: -3 (UTC)
  • Clima: O clima é sempre quente no verão, com picos de 42°C e ameno no inverno, com média de 25°C e mínimas de 15°C. Nos meses de julho e agosto, a probabilidade de chuvas é maior.
  • Maiores informações: http://www.trancosobahia.com.br

Tiradentes, Brasil

24 nov

Tiradentes - Matriz de Santo Antônio

Tiradentes é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Em comparação com outras cidades históricas mineiras, Tiradentes é bem menor (são 7.000 moradores; Ouro Preto tem 70.000) e aparenta ser mais organizadinha. Enquanto outras já tem muitas construções contemporâneas, como Sabará, vizinha a Belo Horizonte, ela é quase toda formada por construções históricas, até mais conservadas.

Pontos de interesse

Matriz de Santo Antônio: Tiradentes tem dentre suas igrejas a Matriz de Santo Antônio, construída em 1710 é a segunda igreja em ouro do Brasil, sendo a primeira em Salvador (BA), é uma das mais belas construções barrocas do país. No interior do templo há um órgão datado de 1788, considerado um dos quinze mais importantes do mundo.

Museu Casa de Padre Toledo: É um museu da Fundação Rodrigo Mello Franco de Andrade, ligada à UFMG. O prédio é uma construção do final do século XVIII, com esquadrias em cantaria lavradas, sete forros pintados, destaca-se aquele que representa os cinco sentidos, com figuras da mitologia grega. Nesta casa morreu Padre Toledo, um dos cabeças da Inconfidência Mineira. Foi um dos locais onde se conspirou em 1789.

Estrada de Ferro Oeste de Minas: A Estrada de Ferro Oeste de Minas que atualmente liga São João del-Rei a Tiradentes foi inaugurada em 1881 com a presença do Imperador Dom Pedro II, funcionando ininterruptamente até hoje. A linha foi construída em bitola de 76 cm. O trem é puxado por locomotivas a vapor popularmente conhecidas por “Maria Fumaça”. Há exemplares de fins do século XIX, mas as locomotivas que circulam são do início do século XX. A Estrada de Ferro Oeste de Minas já possuiu 720 quilômetros em bitola de 76 cm. Hoje somente o trecho de 12 quilômetros que liga São João del-Rei a Tiradentes está em funcionamento.

Chafariz São José: No início da ladeira que leva à Igreja Matriz, localiza-se um bonito chafariz, construído em 1749 para abastecer a então vila com água potável, também era utilizado para lavagem de roupa e para bebedouro de animais, principalmente cavalos. Possui um aqueduto construído pelos escravos da época, que traz a água de uma nascente a 1 km de distância, o chafariz está em funcionamento até hoje.

Quando visitar?

A melhor época para visitar Tiradentes é durante a primavera ou outono, quando o clima é mais agradável.

Informações úteis

  • Moeda: Real
  • Idioma: Português
  • Fuso horário: -3 (UTC)
  • Clima: Com um clima tropical de altitude,Tiradentes apresenta temperatura média anual bem agradável, ficando em torno dos 23°C.
  • Maiores informações: http://www.tiradentes.mg.gov.br/

Teresina, Brasil

22 nov

Teresina - Igreja São Benedito

Teresina é a capital e o município mais populoso do estado brasileiro do Piauí. Localiza-se no Centro-Norte Piauiense a 366 km do litoral, sendo, por tanto, a única capital da Região Nordeste que não se localiza às margens do Oceano Atlântico. Pessoas de várias partes do Brasil e do mundo chegam em Teresina para a realização de negócios, congressos, reuniões, feiras, eventos, e em busca de atendimento médico diversificado e de qualidade, além daqueles que desembarcam em Teresina para conhecer as belezas espalhadas pelo estado do Piauí, isso faz com que as pessoas aproveitem para conhecer os atrativos da capital, dessa forma gerando o turismo na cidade.

Pontos de interesse

Central de Artesanato Mestre Dezinho: é uma verdadeira feira de arte da cultura piauiense. Localizada na Praça Pedro II, ela consiste num complexo de 25 lojas que comercializam o melhor da produção artesanal e artística do Estado, além de abrigar a Escola de Música de Teresina e a Escola de Balé. Na Central de Artesanato podemos encontrar uma variedade de produtos genuinamente piauienses, tanto na arte, moda, como também da culinária local. Esculturas e santos feitos de madeira, produtos em cerâmica, couro, fibras, palha, pinturas, doces, cajuína, cachaças, roupas.

Museu do Piauí: fundado em 1934, como uma seção do Arquivo Público do Piauí, sob a orientação do professor Anísio Brito. No ano de 1980 foi restaurado e tornou-se o Museu do Piauí, organizado em convênio com a Fundação Joaquim Nabuco de Recife. Está sediado no antigo casarão do Comendador Jacob Manoel Almendra, local que também já sediou o governo estadual. Existem quinze salas para visitação com exposições permanentes que contam a história do Estado através de aproximadamente 2 mil peças.

Igreja São Benedito: localizada entre as Praça da Liberdade e São Benedito, na área mais central da cidade, é o terceiro mais importante templo católico construído em Teresina, sendo as outras – Igreja Nossa Senhora das Dores e Catedral de Nossa Senhora do Amparo (Padroeira) – os principais templos da cidade.

Ponte Estaiada João Isidoro França: a Ponte Estaiada de Teresina é a mais nova atração turística da Capital Piauiense. Construída sobre o Rio Poti, com 363 metros de extensão, seis pistas de rolamento e duas ciclovias, liga a Zona Norte da cidade à Zona Leste. Com torre única e estais assimétricos em harpa, a ponte possui a singular característica de abrigar em seu topo um mirante a 95 metros de altura com capacidade para até 100 pessoas, acessível através de dois elevadores panorâmicos. Está entre as cem maiores pontes estaiadas do mundo e é uma das poucas a possuir mirante em sua estrutura.

Quando visitar?

A melhor época para viajar para Teresina é durante os meses mais frios e menos chuvosos, entre maio e agosto.

Informações úteis

  • Moeda: Real
  • Idioma: Português
  • Fuso horário: -3 (UTC)
  • Clima: Teresina possui clima tropical semiúmido com duas estações características: o período das chuvas (que ocorrem no verão e outono) e o período seco (que ocorre no inverno e primavera). Quente a maior parte do ano, Teresina possui uma temperatura média em torno dos 27 °C, tendo mínimas de 20°C e máximas de 35°C.
  • Maiores informações: http://www.turismoteresina.com

Sorocaba, Brasil

12 nov

Sorocaba - Biblioteca Municipal

Sorocaba é um município brasileiro localizado no interior do estado de São Paulo. Ao longo dos últimos doze anos, a cidade vem passando por diversos projetos de urbanização, tornando-se, hoje, uma das dez cidades mais bonitas do estado de São Paulo. Sorocaba recebeu urbanização de ruas e avenidas, se preparando para o tráfego intenso que recebe diariamente, principalmente de veículos de outras cidades (microrregião de Sorocaba). A cidade é um importante polo industrial no interior do estado de São Paulo e do Brasil. A cidade conta com setenta quilômetros de ciclovias criadas nas avenidas principais da cidade, sendo possível atravessá-la somente utilizando-se bicicletas como meio de transporte. O planejamento do município prevê a construção da maior rede cicloviária da América Latina nos próximos anos e a implantação de um sistema de bicicletas públicas, semelhante ao das cidades européias de Barcelona e Paris.

Pontos de interesse

Biblioteca Municipal: O acervo reúne obras raras da literatura e valioso material sobre a memória de Sorocaba, com livros, jornais, revistas, entre outras publicações. Dispõe de mais de 4 mil volumes em livros impressos no sistema Braile e 390 títulos de livros falados.

Estação Ferroviária: A Estação Ferroviária foi inaugurada em 1875, como o ponto final da Estrada de Ferro Sorocabana que, não por acaso, tem esse nome: a ideia original dos donos era ligar Sorocaba a São Paulo pelo caminho mais curto. A Sorocabana teve grande importância para o desenvolvimento econômico de Sorocaba e do Brasil, principalmente entre o final do século XIX e o início do XX. A Prefeitura de Sorocaba recebeu o direito de uso do prédio histórico e dos dois armazéns anexos à estação da antiga Rede Ferroviária Federal, em 2006.

Mercado Municipal: O Mercado Municipal foi inaugurado em 1938 como principal centro comercial de Sorocaba. Construído em estilo art-decó, o prédio substituiu outro que existia no local, que já não comportava o volume de mercadorias. Considerado um dos cartões-postais da cidade, o Mercado vende uma grande variedade de produtos, como frios, laticínios, açougue, peixaria, grãos, hortifrutigranjeiros, especiarias, entre outros.

Palacete Scarpa: Um dos mais importantes patrimônios históricos da cidade e um dos cartões-postais de Sorocaba, o Palacete Scarpa é sede da Secretaria da Cultura e Lazer (Secult). O prédio em estilo neoclássico com linhas greco-romanas possui um amplo Espaço de Exposições e salas para oficinas culturais. O Palacete Scarpa começou a ser construído em 1921, sendo a primeira agência bancária de Sorocaba, além do primeiro edifício da cidade a ter três pavimentos e elevador, do tipo gaiola. Ao longo das décadas, o prédio deixou de ser banco e já abrigou um hotel, Correios e a Delegacia Regional Tributária, da Secretaria Estadual da Fazenda.

Teatro São Rafael: Considerado patrimônio histórico, o antigo Teatro São Rafael foi construído pelo Brigadeiro Rafael Tobias de Aguiar, sorocabano e patrono da Polícia Militar, nos fundos da residência de seus pais. Inaugurado em 1844, foi considerado uma das melhores casas de apresentações artísticas do Estado de São Paulo. Entre 1935 e 1981, o prédio histórico se tornou sede da Prefeitura de Sorocaba e, posteriormente, da Câmara Municipal, de 1981 a 2000. Atualmente, o espaço é ocupado pela Fundação de Desenvolvimento Cultural de Sorocaba (Fundec), entidade civil de direito privado e sem fins lucrativos, que tem como objetivo patrocinar e incentivar o desenvolvimento da cultura e das artes da cidade.

Usina Cultural: Prédio histórico tombado em 1996 e localizado à margem do Rio Sorocaba, a Usina Cultural “Ettore Marangoni” é um espaço cultural alternativo para apresentações de peças teatrais, cinema e dança. O espaço possui arquitetura que expressa requinte e beleza, sendo uma das mais significativas que surgiram em Sorocaba entre o final do século XIX e início do XX.

Quando visitar?

Sorocaba pode ser visitada o ano todo.

Informações úteis

  • Moeda: Real
  • Idioma: Português
  • Fuso horário: -3 (UTC)
  • Clima: Sorocaba apresenta um clima subtropical, temperado, sendo o mês mais frio Julho (média de 10°C) e o mais quente Fevereiro (média de 25°C).
  • Maiores informações: http://www.sorocaba.sp.gov.br/ e http://www.sorocaba.com.br
%d blogueiros gostam disto: