Arquivo | outubro, 2012

São José dos Campos, Brasil

31 out

São José dos Campos - Parque da Cidade

São José dos Campos é um município brasileiro no interior do estado de São Paulo. A cidade está localizada entre as duas maiores cidades do Brasil – São Paulo e Rio de Janeiro – e está próxima do Litoral norte do estado e da Serra da Mantiqueira. O município abriga indústrias dos setores aeroespacial, de telecomunicação e automotivo. É sede de importantes institutos de pesquisa científica do país, com destaque para o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e o Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA).

Pontos de interesse

Parque da Cidade: Com um total de área de 960.000 m², o Parque possui vários atrativos como lago, ilha artificial e uma ampla área verde ideal para trilhas para caminhadas e por onde circulam animais típicos da região, como as capivaras e garças, que com certeza fazem o visitante sentir-se em um verdadeiro espaço natural. Dentro do Parque, se encontra também, a antiga residência da família Olivo Gomes que conta com projeto arquitetônico do escritório de Rino Levi e tratamento paisagístico de Roberto Burle Marx, e que pode ser vista e apreciada por todos os que lá visitam.

Museu de Arte Sacra: Instalado na Capela Nossa Senhora Aparecida, o museu possui um acervo com imagens, paramentos, objetos litúrgicos, oratórios, livros religiosos, bandeiras de procissão, etc.

Parque Tecnológico: é um empreendimento para a promoção de ciência, tecnologia e inovação. Faz parte do Sistema Paulista de Parques Tecnológicos, sendo o primeiro a receber o status definitivo no sistema, e é um dos parques tecnológicos mais avançados do Brasil. O parque está instalado em Eugênio de Melo, distrito da zona leste de São José dos Campos, possui centros de desenvolvimento tecnológicos nas áreas de energia aeronáutica, saúde, e recursos hídricos e saneamento ambiental; e possui um centro empresarial com empresas atuantes nos setores de tecnologia da informação e comunicação, instrumentação eletrônica, geoprocessamento, aeronáutica, e biomedicina.

Museu do Folclore: Criado em 1997, o museu do Folclore é uma instituição que divulga o folclore da cidade e da região por meio do desenvolvimento de atividades, encontros e exposições que apoiam e estimulam grupos folclóricos. Possui uma biblioteca com acervo composto por livros sobre diversos assuntos estudados pelo folclore, documentação em vídeos, fotos e gravações de manifestações populares, festas cíclicas, cívicas, religiosas entre outras. O museu fica localizado dentro do Parque Roberto Burle Marx, numa das antigas casas de hóspedes da família Gomes.

Quando visitar?

A melhor época para conhecer São José dos Campos é entre maio e outubro, por ter um volume pequeno em chuva.

Informações úteis

  • Moeda: Real
  • Idioma: Português
  • Fuso horário: -3 (UTC)
  • Clima: O clima de São José dos Campos é tropical de altitude, com diminuição de chuvas no inverno e temperatura média anual de 21°C. Os invernos são secos e amenos (raramente frios de forma demasiada) e os verões são chuvosos com temperaturas moderadamente altas.
  • Maiores informações: http://www.sjc.sp.gov.br/
Anúncios

Santos, Brasil

30 out

Santos - Jardins da Orla de Santos

Santos é um município portuário sede da Região Metropolitana da Baixada Santista, localizado no litoral do estado de São Paulo. Abriga o maior porto da América Latina, o qual é o principal responsável pela dinâmica econômica da cidade ao lado do turismo, da pesca e do comércio. A cidade é sede do poder executivo paulista todo dia 13 de junho (capital simbólica de São Paulo) e também é sede de diversas instituições de ensino superior.

Pontos de interesse

Jardins da Orla de Santos: formam o maior jardim frontal de praia em extensão do mundo. A orla marítima se estende por sete bairros da cidade: Aparecida, Boqueirão, Embaré, Gonzaga, José Menino, Pompeia e Ponta da Praia, e é uma grande fonte de recursos biológicos e espécies de flores e pássaros. A preservação e o cuidado com a flora do ambiente praiano santista, permeado de palmeiras e amendoeiras, são resultados de um trabalho em conjunto dos departamentos de meio-ambiente da região muitas vezes ligados à universidades ou à instituições biológicas.

Aquário de Santos: localiza-se no bairro da Ponta da Praia e apresenta uma área de dois mil metros quadrados, 31 tanques de água doce e salgada com mais de 200 espécies de animais. Inaugurado em 1945 por Getúlio Vargas foi terceiro aquário público construído no Brasil e recebe cerca de 800 mil visitantes por ano, sendo uma das principais atrações turísticas de Santos.

Museu do Café: Um dos principais pontos turísticos da cidade de Santos, o Museu do Café foi criado em 1998 com o objetivo de preservar e divulgar a histórica relação entre o café e o Brasil. Entre objetos e documentos que formam seu acervo é possível perceber como a evolução da cafeicultura e o desenvolvimento político, econômico e cultural do país estão intimamente ligados. Uma relação que começou em meados do século XVIII e que se mantém forte até hoje.

Parque Marinho da Laje de Santos: localiza-se a 45 km da costa e é considerado um dos melhores pontos de mergulho do litoral brasileiro. Sua profundidade varia de 18 a 40 metros com visibilidade. Inclui rochedos e rochas submersas, e a laje – definição para rochedo marinho sem vegetação -, cujo formato se assemelha ao de uma baleia. Com 55 metros de comprimento, 33 de altura e 185 de largura, a Laje de Santos abriga um farol de sinalização da Marinha. Abrange, ainda um conjunto conhecido como “cemitério de âncoras”, constituído por várias peças que ficaram presas nos corais ao redor da rocha, além de um barco pesqueiro naufragado que se tornou viveiro de animais marinhos.

Quando visitar?

Santos pode ser visitada durante o ano todo.

Informações úteis

  • Moeda: Real
  • Idioma: Português
  • Fuso horário: -3 (UTC)
  • Clima: Santos possui clima tropical litorâneo úmido. Os verões são quentes e úmidos, enquanto os invernos têm como característica temperaturas mais amenas e menor incidência de chuvas. Primavera e outono se caracterizam como estações de transição.
  • Maiores informações: http://www.turismosantos.com.br/

Santorini, Grécia

29 out

Santorini - Praia Oia

Santorini é um arquipélago vulcânico circular localizado no extremo sul do grupo de ilhas gregas das Cíclades, no mar Egeu, a cerca de 200 km a sueste da cidade de Atenas. Paraíso de praias de mar cristalino e areia fofa, a ilha de Santorini encanta turistas do mund inteiro com suas casinhas brancas e igrejas de cúpulas azuis.

Pontos de interesse

Praia Oia: A essência da Santorini cinematográfica e descolada, com suas casas caiadas irreais, suas ruas cheias de flores janelas e piscinas “infinitas” com as melhores vistas para o mar do planeta, está neste vilarejo a 8 quilômetros ao norte de Fira. Visitada por milhares e milhares de turistas, a vila mais deslumbrante das Cíclades é 100% fotogênica, do emaranhado de vielas  com casinhas caiadas de branco e igrejas ortodoxas de cúpula azul que se vêm de cima ao mar Egeu como pano de fundo perfeito.

Praia Red Beach: Esta pequena baía de águas verdes é “pavimentada” por uma areia grossa e escura e emoldurada por uma falésia cuja cor vermelha serviu para batizar o local. O recorte angular destas paredes naturais, a aridez e os contrastes de cores dão aos visitantes a impressão de que estão em Marte.

Museu Pré-Histórico Thera: Ampla coleção de objetos de cerâmica, estatuetas e pedaços de parede enterrados após a erupção do vulcão Thera.

Quando visitar?

A melhor época para visitar Santorini é durante o outono, quando o clima é ameno.

Informações úteis

  • Moeda: Euro
  • Idioma: Grego
  • Fuso horário: +2 (UTC)
  • Visto: Cidadãos brasileiros não precisam de visto para visitar a Grécia por um período de permanência naquele país de até 3 meses.
  • Clima: O clima em Santorini é tipicamente mediterrânico, com períodos de sol durante a maior parte do ano. Os verões são relativamente quentes e secos e os invernos são amenos e chuvosos.
  • Maiores informações: http://www.santorini.gr (em grego e inglês)

Santo Domingo, Republica Dominicana

28 out

Santo Domingo - Alcázar de Colón

Santo Domingo é a capital e maior cidade da República Dominicana. A cidade é a capital mais antiga do Novo Mundo e tem personalidade e tradição, diferente de suas vizinhas caribenhas que mais parecem free-shops em cidades cenográficas. Aqui está enterrado Cristóvão Colombo, que deixou em testamento seu desejo de repousar eternamente na ilha. A Cidade Colonial de Santo Domingo é considerada patrimônio da humanidade pela UNESCO.

Pontos de interesse

Cidade Colonial: O Centro Histórico de Santo Domingo é o mais antigo assentamento europeu nas Américas. Depois da descoberta da ilha de Hispaniola, sucessivos exploradores ibéricos estabeleceram uma colônia na região junto ao rio Ozama no ano de 1498. Nicolas Ovando e Diego Colón (filho de Cristóvão Colombo) destacaram-se no estabelecimento do mais bem sucedido posto avançado da coroa espanhola, erguendo muralhas, fortes e igrejas, além de outras edificações. Diversas construções ainda são testemunhas deste período, formando um conjunto hoje listado como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. A cidade foi construída em formato de grade – uma referência para as futuras áreas urbanas no Novo Mundo -, e hoje muitas de suas principais construções ainda recebem os turistas. Entre os destaques estão a Catedral de Santa María La Menor, a mais antiga do continente, assim como a Fortaleza Ozama e a torre Homenaje, o portal da muralha e o Alcázar de Colón.

Alcázar de Colón: No coração da Zona Colonial e um dos cartões-postais da cidade, a casa onde morou a família Colombo por mais de três gerações foi transformada em museu e recebe turistas interessados em conhecer os aposentos e objetos que pertenceram a Diego Colombo, filho de Cristóvão Colombo, e à Maria de Toledo, sua esposa.

Catedral de Santa María La Menor: A mais antiga catedral das Américas, listada como patrimônio da humanidade pela UNESCO, foi construída na primeira metade do século 16. Sua massiva fachada possui feições simples em pedra calcárea. Em seu interior estão algumas peças históricas, como retábulos, o trono arcebispal e outras peças e mobiliários de cunho religioso. Os supostos restos mortais de Colombo permaneceram aqui por alguns anos, até serem transferidos para o Faro de Colón.

Faro de Colón: Monumento, centro cultural e museu, foi construído em 1986, mas inaugurado somente em 1992. Com 206 metros de altura, o local é onde os dominicanos dizem estar os restos de Cristóvão Colombo. Um aspecto interessante é o sistema de iluminação que, quando em funcionamento, projeta uma cruz gigante no céu.

Fortaleza Ozama: Localizada na famosa Calle Las Damas, a primeira edificação militar das Américas já abrigou mais de seis bandeiras diferentes, entre elas a da Espanha, Jamaica, Peru, México, Cuba e Colômbia. Abriga a Torre del Homenaje, de onde é possível ter uma vista quase panorâmica da cidade.

Quando visitar?

A época mais agradável para visitar Santo Domingo é de dezembro a abril.

Informações úteis

  • Moeda: Peso dominicano
  • Idioma: Espanhol
  • Fuso horário: -4 (UTC)
  • Visto: Brasileiro não precisa de visto para entrar na República Dominicana, só de um cartão de turismo, válida uma entrada até 60 dias.
  • Clima: O clima em Santo Domingo é tropical, com temperatura média anual de 25ºC.
  • Maiores informações: http://www.turismosantodomingo.com/ (em espanhol)

Santiago de Compostela, Espanha

27 out

Santiago de Compostela - Catedral de Santiago de Compostela

Santiago de Compostela é a capital da Galícia, localiza-se na província da Corunha, na Espanha. A cidade é praticamente dividida em duas: o Centro Histórico e os arredores. O centro histórico contém construções conservadas de muitos séculos. Dentre as principais destacam-se a famosa Catedral de Santiago de Compostela (destino final do Caminho de Santiago), a Hospedería San Martín Pinario (Seminario Mayor), a Igreja de São Francisco, as ruínas da antiga muralha que cercava a cidade, e muitas outras igrejas, conventos e até uma universidade (a Universidade de Santiago de Compostela). O melhor jeito de conhecer é deixar de lado o mapa e se perder pelas pequenas ruas e becos. Os arredores da cidade são típicos de cidade de médio porte. Muitas construções, grandes ruas, pessoas apressadas. É interessante notar o contraste de uma parte para outra. E como fica mais difícil ir de carro da parte “nova” para o centro histórico, existe um estacionamento subterrâneo ao lado do centro, onde as pessoas podem deixar o carro e caminhar. Em 1993 a Rota de Santiago de Compostela foi incluída na lista de Patrimônio Mundial da UNESCO.

Pontos de interesse

Catedral de Santiago de Compostela: é uma catedral em estilo românico, pertencente à Arquidiocese de mesmo nome. Construída entre os anos de 1075 e 1128, durante a Reconquista Cristã, na época de Cruzadas, está situada no centro histórico da cidade. É um centro milenar de peregrinação cristã da Europa e foi fator determinante para colocar a Espanha dentro dos círculos medievais graças ao chamado Caminho de Santiago, dedicado a São Tiago, atual padroeiro e protetor do Reino da Espanha. Conta com diversos ambientes, onde são realizadas missas fora do horário das missas principais. Contém também um espaço onde se encontra um baú com os supostos restos do apóstolo São Tiago, uma passagem para fazer uma visita à estátua de São Tiago (que fica no meio do altar principal) para que as pessoas possam abraçar, e até uma loja para artigos religiosos.

Praça do Obradoiro: é o coração da cidade, recebendo o seu nome da oficina de pedreiros aqui estabelecida durante a construção da catedral (Obradoiro é a palavra galega para oficina). Este é o local ao qual milhares de peregrinos chegam todos os dias, e precisamente no centro da cidade situa-se o quilômetro 0 do Caminho de Santiago. Os edifícios que a rodeiam apresentam uma variedade de estilos artísticos. A leste, a fachada barroca da Catedral, com o museu à sua direita e o Palácio de Gelmírez à esquerda. A oeste situa-se o Paço de Raxoi, que atualmente é ocupado pela câmara municipal. A norte, o Hospital dos Reis Católicos, um edifício plateresco cujo objetivo era albergar os peregrinos. A sul pode-se ver o Colégio de São Jerônimo, uma antiga residência de estudantes, onde agora se situa a reitoria da Universidade de Santiago de Compostela.

Mercado de Abastos: Uma das principais atrações da cidade, trata-se de um típico mercado galego e um dos maiores mercados de Espanha. É o lugar perfeito para comprar vegetais, carne, ou marisco fresco, ou para observar a vida cotidiana dos compostelanos. No final do século XIX decidiu-se construir este mercado (apesar desta construção ter sido feita nos anos 40 do século XX), para concentrar a atividade mercante da cidade, que até aí se distribuía pelas praças da cidade.

Museu do Povo Galego: O antigo Mosteiro de São Domingos de Bonaval, situado fora das muralhas do centro histórico da cidade, ao lado da estrada que os peregrinos usavam para entrar em Santiago, abriga atualmente o Museu do Povo Galego, que expõe as mais representativas expressões da cultura galega. Expõe aspectos da vida costeira, os trabalhos tradicionais, costumes e arquitetura tradicionais. Também tem exposições de arqueologia, pintura e escultura galega. Existem também várias exposições temporárias com diversos temas. É também o local onde se enterraram muitas personalidades galegas importantes.

Quando visitar?

Caso você vá percorrer o Caminho de Santiago de Compostela, o ideal mesmo é optar pela primavera ou outono europeus, escolhendo para iniciar o caminho alguma data entre a primeira quinzena de maio e a primeira quinzena de junho, ou entre a segunda quinzena de agosto e a segunda quinzena de setembro. Leve em conta o tipo de clima que você se adapta melhor, mas não esqueça da mochila “grudada” em suas costas e da distância a ser percorrida. Entre julho e a primeira quinzena de agosto, o peregrino enfrentará as altas temperaturas do verão espanhol e o período de férias na Europa. Percorrer o Caminho no inverno europeu, de dezembro a fevereiro, é totalmente desaconselhável.  Estatisticamente a possibilidade de encontrar gelo e neve em algum lugares é muito alto. A neve bloqueia a passagem dos peregrinos, principalmente nas regiões de maior altitude, como nos Pirineus, Foncebadón e Cebreiro, o que pode tornar a peregrinação uma experiência perigosa.

Informações úteis

  • Moeda: Euro
  • Idioma: Castelhano e Galego
  • Fuso horário: +1 (UTC)
  • Visto: Brasileiros estão isentos de visto de turismo/negócios para a Espanha, para permanência de até 90 dias
  • Clima: O clima de Santiago é típico da costa atlântica espanhola: invernos úmidos com chuva frequente que ocorre de setembro a junho. Os verões são ligeiramente menos chuvosos que o resto da costa cantábrica. As temperaturas permanecem amenas durante o ano inteiro, com uma média de 19ºC. Elas caem para 8ºC em janeiro, o mês mais frio do ano.
  • Maiores informações: http://www.santiagoturismo.com/ e http://www.santiago.org.br

Contribuição no conteúdo do post: Renan Sacilotto, autor do blog http://www.embuscadeumcaminho.com.br/ e amante do Caminho de Santiago.

Santiago, Chile

26 out

Santiago - Palácio de La Moneda

Santiago é a capital e a maior cidade do Chile. Está localizada na Região Metropolitana de Santiago, no vale central chileno, ao lado da Cordilheira dos Andes. É o maior e mais importante e desenvolvido centro urbano, financeiro, cultural e administrativo do país. Com vários atrativos históricos e culturais, museus, palácios, mirantes, shows, vida noturna intensa, compras, entre outros, se tornou, principalmente após o “boom” econômico da década de 1990, uma grande opção turística. Além disso, se encontra a menos de 100km do litoral e de estâncias de esqui (entre elas, a mais moderna da América do Sul).

Pontos de interesse

Museu Nacional de Belas Artes: Aberto em 1910, o museu exibe esculturas e pinturas de artistas europeus e chilenos, dos séculos 16 a 20. São 5.600 obras montadas em um belíssimo edifício neoclássico, que também abriga mostras temporárias com peças de outras instituições.

Palácio de La Moneda: É a sede da Presidência da República do Chile. Também abriga o Ministério do Interior, a Secretaria Geral da Presidência e a Secretaria Geral do Governo. Construído entre 1786 e 1812 para ser a Casa da Moeda, impressiona pela largura das paredes projetadas para suportar possíveis terremotos, recorrentes na região. Por este motivo, é um dos poucos exemplos da arquitetura colonial espanhola que resistiram ao tempo em Santiago. Na praça, é possível ver estátuas de todos os presidentes do Chile, com destaque para a de Salvador Allende.

Plaza de Armas: O marco zero do Chile tem muita história para contar: começou a existir na primeira metade do século 16, tornando-se o principal ponto comercial na época da Colônia. Durante o dia, fica abarrotada de vendedores, turistas e trabalhadores. É lá que o visitante encontra a Catedral Metropolitana de Santiago, considerada monumento nacional.

Mercado Central: Dizem que geralmente o mercado da cidade guarda muito da alma de seu povo. O Mercado Central de Santiago -inaugurado em 1872- não foge à regra, apesar de parecer sempre enamorado do turista. Sua estrutura de ferro galvanizado foi fabricada na Inglaterra e montada na capital. É onde se aprecia os frutos do mar da costa chilena e outras iguarias típicas do país, além de ser um local de encontro gastronômico. Existe o costume de se degustar alguns mariscos crus no local, mas o órgão nacional de saúde do Chile proibiu tal prática em todo o território por conta de um surto de cólera. No seu interior, dois restaurantes tradicionais e com maior qualidade ocupam a maior parte do espaço, mas nos arredores do mercado há outros estabelecimentos mais populares e com preços convidativos.

Casa de Pablo Neruda: Encha sua vida de poesia visitando a casa que Pablo Neruda construiu para viver ao lado de sua terceira esposa até o golpe militar. Caminhos no jardim convidam o visitante a se debruçar na arte e no sonho. É lá que fica a sede da Fundação Pablo Neruda.

Valle Nevado: é um centro de esqui chileno situado na Cordilheira dos Andes, a 46km da cidade de Santiago. Foi criado em 1988 por empresários franceses, seguindo o padrão dos melhores resorts de esportes de inverno existentes na Europa. Atualmente é o maior centro de práticas de esportes relacionados à neve no hemisfério sul. A temporada começa em junho e termina em outubro. O resort tem aproximadamente 800 hectares de área para esqui composta por 102 trilhas, dessas 14% são para principiantes, 30% para intermediários, 42% para avançados e 14% para experts. A estação possui no total 8 teleféricos.

Quando visitar?

Santiago é ensolarada no verão, de dezembro a março, quando a brisa fresca e a saída dos moradores de Santiago para as férias alivia os congestionamentos e a espessa poluição que caracterizam a cidade no inverno, de maio a agosto. O inverno tem seus picos: as estações de esqui estão nas montanhas acima da cidade e a vista dos Andes nevados após uma nevasca é de arrasar.

Informações úteis

  • Moeda: Peso chileno
  • Idioma: Espanhol
  • Fuso horário: -4 (UTC)
  • Visto: Brasileiros estão isentos de visto à turismo/negócios para permanência de até 90 dias no Chile.
  • Clima: O clima de Santiago corresponde ao clima temperado, com chuvas no inverno e estação seca prolongada, mais conhecido como clima mediterrânico continentalizado. Em relação às temperaturas, variam ao longo do ano, passando de uma média de 20 °C durante o mês de janeiro, até uma média de 8°C nos meses de junho e julho.
  • Maiores informações: http://www.sernatur.cl/ (em espanhol)

San Pedro de Atacama, Chile

25 out

San Pedro de Atacama - Valle de la Luna

San Pedro de Atacama (ou somente San Pedro) é uma pequena vila localizada em um dos muitos oásis  do Chile. Ao longo desta zona geográfica estão alguns dos maiores vulcões da Cordilheira dos Andes. Hoje em dia esta pequena cidade tem uma grande importância porque é considerada a capital arqueológica do Chile, e devido à posição geográfica, San Pedro tem paisagens de tirar o fôlego. As principais atividades econômicas da regiao sao o turismo, seguido pela pequena agricultura (cultivo de pequeno porte, de criação de ovinos e caprinos). Devido à incrível paisagem desta zona, San Pedro se transformou no ponto de início da atividade turística e as excursões em torno da região. Assim, podemos encontrar uma grande variedade de serviços para os visitantes, tais como alojamento, restaurantes, agências de turismo, artesanato, telefonia, internet, correios e delegacia de polícia. Pontos de interesse Museu Arqueológico Padre Le Paige: Rico em cerâmica, múmias, tecidos, objetos religiosos, entre outros. Igreja de San Pedro: Construída no início do século XVI, essa bonita construção foi legada pelos antigos colonizadores espanhóis. Pukara de Quitor: É uma impressionante fortaleza do século XII, localizada no alto de um empinado morro com uma bela vista do local. Geysers del Tatio: São uma das melhores atrações do deserto do Atacama, no Chile, junto com a gruta El Azzi, que fica no vale de La Luna. Os gêiseres de Tatio são formados quando rios gelados subterrâneos entram em contato com rochas quentes. As grandes colunas de vapor saem para a superfície através de fissuras na crosta terrestre, alcançando a temperatura de 85°C e 10 metros de altura. Valle de la Luna: Valle de la Luna é um paraíso natural, localizado em pleno Deserto do Atacama, em um vale de origem vulcânica. O local parece um vale lunar com uma rara beleza e um variado número de espécime animal e vegetal, se comparado com o resto do Atacama. Quando visitar? A região de San Pedro de Atacama pode ser visitada durante o ano todo. A temperatura no inverno fica em torno de 22ºC durante o dia e 4ºC durante a noite (céu azul durante todo o ano). A temperatura média no verão é de 27ºC durante o dia e 16ºC durante a noite (chuvas ocasionais). Não importa a estação, é recomendável levar shorts, camisetas, roupa de banho, protetor solar e agasalhos para a noite. Informações úteis

  • Moeda: Peso Chileno
  • Idioma: Espanhol
  • Fuso horário: -4 (UTC)
  • Visto: Brasileiros estão isentos de visto a turismo/negócios para permanência de até 90 dias.
  • Clima: O clima desta região é desértico em altitude (Altiplano) e com oscilação térmica acentuada.
  • Maiores informações: http://www.sanpedroatacama.com (em espanhol)

San José, Costa Rica

24 out

San José - Teatro Nacional

San José é a capital e a maior cidade da Costa Rica, sendo o centro político e econômico do país. Foi fundada em 1738 pelos espanhóis, tornando-se a nova capital costa-riquense em 1823, após a transferência de Cartago. É a segunda mais nova capital da América Latina, perdendo o título de mais nova para Brasília, em 1960. San José concentra sozinha boa parte dos habitantes da Costa Rica. Dos 4,6 milhões de moradores, segundo estimativas oficiais, 1,6 milhão vive na capital. A cidade também recebe a maior parte dos turistas que chega ao país.

Pontos de interesse

Museo del Oro Precolombino de Costa Rica: Possui uma grande coleção de objetos de ouro produzidos pelos povos pré-colombianos do país, além de mapas, vídeos e instalações sobre os costumes destes povos.

Museo de los Niños: Localizado em um grande prédio construído em 1909 e que abrigara uma penitenciária até 1979, o museu é vasto e oferece opções de interatividade e aprendizagem para crianças de diversas idades em campos do conhecimento que vão desde às artes até a astronomia.

Teatro Nacional: O prédio é considerado um dos mais sofisticados da Costa Rica e foi inaugurado em 1897, financiado pelos ricos barões do café da época. Com programação variada, oferece aos visitantes apresentações sinfônicas, peças de teatro, espetáculos de dança e shows musicais. Conta com uma pequena galeria de exposições e um café.

Mercado Central de San José: É o maior mercado de San José. O mercado é um complexo de ruas estreitas com mais de 200 lojas, barracas e restaurantes. Uma grande variedade de carnes, peixes, frutas, vegetais, cafés, e outros produtos estão à venda, incluindo lembrancinhas, e artesanato locais. Dezenas de milhares de pessoas visitam o mercado diariamente.

Quando visitar?

O turismo em San José é dividido em três épocas: alta temporada (relacionada com a estação seca, de dezembro a abril), temporada de pico (Natal, Ano Novo e Páscoa) e a baixa temporada (relacionada à estação chuvosa, de maio a novembro).

Informações úteis

  • Moeda: Colón costa-riquenho
  • Idioma: Castelhano
  • Fuso horário: -6 (UTC)
  • Visto: Os cidadãos brasileiros não necessitam visto de turista para entrar na Costa Rica para permanência de até 90 dias.
  • Clima: Por causa da sua elevação, as temperaturas de San José variam entre 21°C e 27°C. O clima é estável ao longo do ano, com uma média de 23°C e precipitação de 150mm por mês.
  • Maiores informações: http://www.visitcostarica.com

San Francisco, Estados Unidos

23 out

San Francisco - Golden Gate Bridge

San Francisco é a quarta cidade mais populosa do estado da Califórnia e a 13ª mais populosa dos Estados Unidos. A cidade é um popular destino turístico internacional, conhecido pela sua neblina fria do verão, íngremes colinas, eclética mistura de arquitetura vitoriana e moderna e seus marcos históricos famosos, incluindo a Ponte Golden Gate, os bondes e Chinatown. San Francisco é também um centro financeiro e bancário, sendo sede de mais de 30 instituições financeiras internacionais, ajudando a São Francisco a se tornar a décima oitava cidade mais rica do mundo e nona nos Estados Unidos.

Pontos de interesse

Golden Gate Bridge: É a ponte que liga a cidade de San Francisco a Sausalito, na região metropolitana de San Francisco, sobre o estreito de Golden Gate. A ponte é o principal cartão postal da cidade, uma das mais conhecidas construções dos Estados Unidos, e é considerada uma das Sete maravilhas do Mundo Moderno pela Sociedade Americana de Engenheiros Civis. Tem 3 km de comprimento e suas torres têm 227 metros de altura. A cor da Golden Gate Bridge é chamada de “international orange” (laranja internacional).

Presídio de Alcatraz: Pode ser visto do porto e de vários pontos altos da cidade. Mesmo assim, cerca de 1,4 milhão de pessoas fazem a travessia de 2,4 km de “ferryboat” até a ilha para ver de perto a cela onde criminosos famosos, como Al Capone (Scarface), foram presos e mortos. Alguns guias que acompanham as visitas e fazem apresentações no presídio têm as chaves das celas de segurança máxima. É possível pedir para passar pela experiência de ficar preso numa delas. Dura apenas um minuto, mas tem quem entre em pânico. Depois de trancada, a pessoa fica num lugar frio e completamente no escuro.

Transamerica Pyramide: É o prédio mais alto da cidade e pode ser visto de vários pontos. É um dos mais conhecidos símbolos de São Francisco e fica no coração do Financial District.

Fisherman’s Wharf: É outro passeio turístico tradicional. Fica no porto da cidade e tem dezenas de restaurantes e tendas que vendem mariscos preparados na hora a preços muito baixos.

Bondes: Apesar de não ser o meio de transporte mais prático, os bondes são, sim, os mais amados por turistas e moradores. Instalados em 1873 para transportar passageiros até o alto das colinas da cidade, foi declarado símbolo histórico oficial pelo National Park Service em 1964. Andar nos cable cars, como são conhecidos, é uma experiência imperdível.

Alamo Square: Por toda San Francisco você encontrará agradáveis casinhas de madeira de estilo vitoriano. Símbolo de valores tão apreciados no século 19 como ordem, conformidade, status e domesticidade, no começo do século 20 começaram a ser desvalorizadas, por seu desenho peculiar, formas ultrapassadas e pouco modernas. Praticamente desaparecidas do centro financeiro, elas curiosamente passaram a ser as favoritas da comunidade gay, por conta de suas cores vibrantes, conforto e decoração bem cuidada. O que era família virou gay. Nos anos 1990 elas voltaram a ser valorizadas e passaram a ser morada de jovens procurando por residências diferenciadas. Um dos melhores lugares para se ver esse tipo de arquitetura, nem que externamente, é a praça Alamo Square, com belas vistas para o centro da cidade.

Quando visitar?

A melhor época para visitar San Francisco é de março a outubro, já que os invernos podem ser bem gelados na cidade.

Informações úteis

  • Moeda: Dólar
  • Idioma: Inglês
  • Fuso horário: -8 (UTC)
  • Visto: Todos os brasileiros que não são residente permanente (portador de green card) ou cidadão americano, precisam obter um visto para entrar no território americano.
  • Clima: Cercada nos três lados por água, o clima de São Francisco é muito influenciado pelas correntes frias do Oceano Pacífico. O tempo da cidade é ameno o ano inteiro, caracterizado por um clima temperado mediterrânico, com verões relativamente quentes e invernos relativamente frios. A temperatura média no inverno é de 10°C, raramente caindo abaixo de zero, e a temperatura média no verão é de 15°C.
  • Maiores informações: http://www.onlyinsanfrancisco.com.br/

San Diego, Estados Unidos

22 out

San Diego - Sea World

San Diego é a segunda cidade mais populosa do estado americano da Califórnia e a oitava mais populosa dos Estados Unidos. Localiza-se no Condado de San Diego, do qual é sede. Situa-se às margens da baía do mesmo nome, no litoral do Oceano Pacífico. Montanhas cercam a região leste da cidade, sendo que além das montanhas existem áreas desérticas.

Pontos de interesse

Sea World: Parque aquático também encontrado em Orlando (Miami) e San Antonio (Texas). É programa ideal para quem viaja em família. Além de agradável, o passeio por Sea World proporciona entretenimento e informação sobre vida marinha. Entre as principais atrações do parque estão os golfinhos, a baleia branca, o urso polar, os leões marinhos e os pingüins. Os shows mais concorridos são as das baleias Shamu.

Legolândia: A 52 km de Downtown San Diego, o Legoland Califórnia é um parque de diversões com atrações para crianças. Além dos brinquedos feitos com Lego, como o dinossauro e a cidade miniatura, o parque tem montanha-russa, elevador, piscinas e brinquedos aquáticos.

Museum of Contemporary Art San Diego: Com foco nos trabalhos produzidos a partir de 1950, o museu guarda cerca de 3 mil peças, entre telas, esculturas, desenhos, gravuras, fotografias e vídeos. A coleção está principalmente representada por artistas californianos, que exploram conceitos como minimalismo.

Balboa Park: Parque de arquitetura espanhola, que abriga 15 museus, teatros, lanchonetes, jardins e um zoológico mundialmente famoso por suas espécies de animais e plantas. É um ótimo passeio para a família e tem entretenimento para um dia inteiro. Entre as principais atrações do Balboa Park estão o Museum of Man (artes asteca e maia), a Casa Del Prado (prédio de arquitetura colonial espanhola), o Spanish Village Art Center (complexo com 37 estúdios de artesanato e pintura), o Botanical Building (com 2.100 espécies de plantas) e o zoológico de San Diego. No zôo de San Diego, é possível ver coalas (marsupial australiano) e pandas (mamífero de pelagem branca e preta nativo da China), além de cerca de 4.000 outros animais e 800 espécies de plantas.

Quando visitar?

As melhores épocas para visitar San Diego são de março a maio e de setembro a novembro.

Informações úteis

  • Moeda: Dólar
  • Idioma: Inglês
  • Fuso horário: -8 (UTC)
  • Visto: Todos os brasileiros que não são residente permanente (portador de green card) ou cidadão americano, precisam obter um visto para entrar no território americano.
  • Clima: As temperaturas não apresentam grandes diferenças entre o inverno (média de 15°C) e o verão (22°C), a proximidade da cidade com o Oceano Pacífico é o principal fator responsável por isto. No verão a variação das temperaturas é menor, com a média das máximas sendo de 25°C e a média das mínimas, de 19°C. No inverno, a variação é de 19°C e 10°C.
  • Maiores informações: http://www.sandiego.org/ (em inglês)
%d blogueiros gostam disto: