Mendoza, Argentina

9 ago

Mendoza - Praça Independência

Mendoza é a capital e a maior cidade da província de Mendoza, na Argentina. Localiza-se no oeste do país, nas bordas dos Andes, e é um importante polo de produção de vinho e azeite. Cidade média, Mendoza tem pouco mais de 1 milhão de habitantes, tem dois cassinos e diversidade de atrações culturais. Não cultiva com o mesmo fervor, no entanto, a boemia de Buenos Aires -distante 1.080 quilômetros. É que em Mendoza os bares têm dia certo para encher de gente, a paquera tem hora marcada e as noites não vão além das 3h. Talvez por sua riqueza arbórea, pelas praças e pelos parques, além das visitas a locais históricos e a energia necessária para tudo isso, Mendoza não precise de noite mesmo. E com o turismo em crescimento -aliás, um dos planos do governo argentino para tentar driblar a crise- a cidade só ganha em infra-estrutura, lazer e programação cultural. A viagem é indicada por ser tranquila, prazerosa e “saboreável”, além de oferecer oportunidades raras de conviver em paisagens tão grandiosas e contrastantes num mesmo piscar de olhos.

Pontos de interesse

Parque Provincial Aconcágua: está localizado no noroeste da província de Mendoza, departamento Las Heras, está localizada a 165 km da cidade de Mendoza. Dentro do parque está o Monte Aconcágua, de 6.962 m.

Praça Independência: A praça marca o centro de Mendoza. Depois do terremoto de 1861, a cidade foi reconstruída em torno dela. De terça a domingo uma grande feira de artesanato toma conta do lugar a partir das 4h.

Museu do Passado Cuyano: O museu, inaugurado em 1967, conta a história da província de Mendoza e é ligado a Junta de Estudos Históricos de Mendoza. Entre as salas, uma sobre a região cuyana, uma de armas e, é claro, uma dedicada a San Martín.

Caminhos do Vinho: A maior atração de Mendoza é o vinho. Como o nome indica, nos Caminhos do Vinho o visitante passeia por vinícolas e adegas, e pode fazer degustações, em que aprende a diferenciar e apreciar diferentes variedades das melhores uvas argentinas. Há diversos roteiros com variadas opções de vinícolas, das mais tradicionais as mais modernas.

Quando visitar?

Não se pode taxar uma época para visitar Mendoza: a cidade tem atrações para todos os períodos do ano. Mas se há “melhor hora” para viajar, escolha entre outubro e maio, entre a primavera e o verão, especialmente, quando há flores, frutos e muito verde, destacando a natureza da cidade. É também quando é plantada a uva que faz seus importantes vinhos.

Informações úteis

  • Moeda: Peso Argentino
  • Idioma: Espanhol (Castelhano)
  • Fuso horário: -3 (UTC)
  • Visto: Brasileiros não necessitam de visto para entrar na Argentina.
  • Clima: Mendoza possui um clima árido e continental, as temperaturas apresentam uma grande oscilação anual e as precipitações são escassas. O verão é quente e úmido, com temperatura média girando em torno de 25°C, e é a época mais chuvosa do ano. O inverno é frio e seco, com temperatura média abaixo dos 10°C, geadas noturnas ocasioais e escassas precipitações. A ocorrência de neve e chuva com neve não são raras e ocorrem, geralmente, uma ou duas vezes por ano, embora com pouca intensidade nas zonas mais baixas da cidade.
  • Maiores informações: http://www.turismo.mendoza.gov.ar (em espanhol)
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: