Marrakech, Marrocos

2 ago

Marrakech - Mesquita Kutubiyya

Marrakech é uma cidade do sudoeste do Marrocos, próxima ao sopé da cordilheira do Alto Atlas, conhecida como a “cidade vermelha”, a “pérola do sul” ou a “porta do sul”. É a capital da prefeitura homônima, a qual faz parte da região de Marrakech-Tensift-El Haouz. Possui o maior suq (zoco, mercado tradicional) do país, ademais de uma das praças mais movimentadas da África, a Djemaa el Fna, que abriga acrobatas, vendedores de água, dançarinos, músicos e barracas de comida.

Pontos de interesse

Medina de Marrakech: é a cidade velha construída pelos muçulmanos na Idade Média. Cercada por muralhas ocre-avermelhadas, com 19 km de extensão, a medina de Marrakech abriga quase metade da população. As muralhas que a cercam, do século 12, mudam de tonalidade de acordo com a intensidade do sol. Não perca o nascer do dia ou o pôr-do-sol perto da Bab Agnaou, uma das oito portas de entrada.

Praça Jemaa El Fna: é a praça mais movimentada de Marraquexe, com vários espetáculos como saltimbancos, acrobatas, encantadores de serpentes, engolidores de espadas, curandeiros, músicos, dançarinos, contadores de histórias, etc. À noite, as barracas de comida típica dominam a praça, juntamente com centenas de turistas e locais.

Palácio El-Bahia: Entre os palácios, o mais impressionante de Marrakech é o El-Bahia, construído em fins do século 19. O edifício é composto por um emaranhado de pátios, salões e jardins internos, onde se destaca o fino trabalho de decoração muçulmano de arabescos e azulejaria.

Palácio El-Badi: Datado do século 16, o palácio El-Badi está praticamente em ruínas, o que não torna sua visitação menos interessante: além de oferecer uma vista única da cidade, permite conhecer um púlpito de madeira construído no século 10 na cidade espanhola de Córdoba. É tratado como uma das obras-primas da arte muçulmana, com grande valor espiritual para os marroquinos.

Mesquita Kutubiyya: Principal monumento e ponto de referência, o minarete da mesquita pode se visto de muitos pontos da cidade. Terminada no século 12, serviu de inspiração para a mesquita de Sevilha (Giralda) e para a torre de Hassan, em Rabat. Está situada bem próxima à Praça Djemaa El-Fna. A entrada é permitida somente aos muçulmanos, mas os jardins que a circundam rendem agradáveis passeios em meio a laranjeiras e rosas de onde se pode observar os marroquinos jogando conversa fora. Guarda vistas preciosas especialmente no pôr-do-sol e à noite.

Tumbas de Saadian: Mausoléu do século 16, ali está enterrado -entre outros- o sultão
saadi Muley Ahmed Al Mansaour. Na construção se observam detalhes de decoração arquitetônica local com influência espanhola: trabalhos em madeira, mosaicos de parece, teto com estalactites trabalhadas, colunas de mármore e versos do alcorão gravados nas paredes.

Quando visitar?

Marrakech pode ser visitada em qualquer época do ano, exceto durante o verão, pois a cidade é muito quente, com temperaturas que rondam uma média de 38ºC.

Informações úteis

  • Moeda: Dirham
  • Idioma: Árabe
  • Fuso horário: +0 (UTC)
  • Visto: Brasileiros estão isentos de visto à turismo/negócios para permanência de até 90 dias.
  • Clima: O clima é mediterrânico seco. A temperatura média anual é de 19°C e oscila entre os 12°C, em janeiro, e os 28°C, em julho. As precipitações são de 247 mm anuais, concentradas de outubro a maio, muitas vezes de forma torrencial.
  • Maiores informações: http://www.marrakech-cityguide.com/ (em francês)
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: