Arquivo | julho, 2012

Mariana, Brasil

31 jul

Mariana - Maria Fumaça

Mariana é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Foi a primeira vila, cidade e capital do estado de Minas Gerais. Foi no século XVII uma das maiores cidades produtora de ouro para a coroa Portuguesa. Vale lembrar que Mariana tornou-se a primeira capital de Minas Gerais por participar de uma disputa onde a Vila que arrecadasse maior quantidade de ouro seria elevada a Cidade sendo a capital da então Capitania de Minas Gerais.

Pontos de interesse

Catedral Basílica da Sé ou de Nossa Senhora da Assunção: de arquitetura singela, bem ao estilo das primeiras construções religiosas de Minas. Faz parte do conjunto das mais ricas e importantes igrejas mineiras. Teve suas obras iniciadas no princípio do século XVIII, com o erguimento da primitiva capela de Nossa Senhora da Conceição. Depois de sucessivas ampliações foi concluída em 1760. Se por fora o prédio tem um aspecto sólido e sóbrio, por dentro impressiona pela riqueza de sua ornamentação. Mestres como Ataíde e Aleijadinho contribuíram com seu talento para dar mais fausto à decoração. Merece destaque o cadeiral dos cônegos (com pinturas de inspiração oriental), o lavabo da sacristia (atribuído a Aleijadinho) e o órgão Arp Schnitger. O concertos na Catedral são uma atração imperdível.

Igreja de São Francisco de Assis: na igreja estão os restos mortais de Mestre Ataíde (sepultura 94, no chão), nascido em Mariana. São do artista as pinturas da nave e da sacristia, além das três imagens da Paixão (tabernáculo, altar-mor e altar de Santa Isabel). Os púlpitos em pedra-sabão são atribuídos a Aleijadinho, que deixou clara sua influência nas sineiras e risco da fachada. Sua construção se estendeu de 1762 a 1794 e contou com a participação do mestre de obras José Pereira Arouca.

Maria Fumaça (Mariana – Ouro Preto): a construção do ramal de Ouro Preto foi iniciada em 1883, tendo seu prolongamento até Mariana concluído em 1914. Foi um sonho acalentado durante muito tempo, já que a locomotiva naqueles idos era um modelo de prosperidade, um marco do progresso. Tudo isso quando o ouro já não vertia mais. Era preciso substituir o sonho do ouro por outro. E o trem permitia isso. Também serviu para selar ainda mais o destino destas duas cidades, irmãs na história contada em suas estações. Restaurada em 2006, a estrada de ferro, com seus 18 quilômetros, recebe agora os turistas, que têm mais um motivo para conhecer e penetrar nos segredos de Minas.

Mina da Passagem: o que se lê nos livros sobre a exploração do ouro em Minas Gerais pode ser visualizado na Mina da Passagem. Visitá-la é como viajar pela história, vivenciando a saga e a sina perigosa dos homens que procuravam pelo ouro no interior das montanhas mineiras. Só desta mina foram retiradas aproximadamente 35 toneladas do precioso metal, desde o início de suas atividades, na primeira metade do século XIX, até 1984. Possui amplos salões, 30 quilômetros de túneis e lagos subterrâneos de águas cristalinas, onde é praticado o mergulho em caverna. Um pequeno trolley (espécie de vagão com bancos), usado pelos mineiros na época da exploração do ouro, leva o turista a mais de 120 metros de profundidade.

Quando visitar?

A melhor época para visitar Mariana é durante a primavera ou outono, quando o clima é mais agradável.

Informações úteis

  • Moeda: Real
  • Idioma: Português
  • Fuso horário: -3 (UTC)
  • Clima: O clima no município é típico tropical de altitude úmido. Os verões são quentes e chove com mais frequência. No inverno as temperaturas caem.
  • Maiores informações: http://www.mariana.org.br/
Anúncios

Marbella, Espanha

30 jul

Marbella - Paseo Marítimo

Marbella é  uma cidade da Espanha que se estende por 27 quilometros ao longo do mar Mediterrâneo, entre a cidade de Málaga, a leste e Gibraltar, a oeste. A cidade é o destino do turismo de luxo e um dos preferidos de muitos dos famosos. Frequentada por muita gente bonita, rica e famosa, a cidade andaluza ostenta charme tanto em seu centro histórico quanto na orla marítima das extensas praias. E o turista se delicia com um repertório de atrações com tudo o que tem direito, seja na alta ou na baixa temporada. Lojas, bares, danceterias, restaurantes, cinemas, museus, festivais, carrões, iates de luxo, parques verdes e uma montanha de fundo compõem o cenário e a programação eclética do lugar. Marbella ainda se destaca por seus inúmeros campos de golfe e outras atividades esportivas ou de lazer ao ar livre. Suas águas de cor azul atraem surfistas do mundo inteiro.

Pontos de interesse

Centro histórico e Plaza de los Naranjos: O centro histórico de Marbella, ou “casco antiguo”, é caracterizado por ruas com casas brancas, igrejas e praças, e um número cada vez maior de lojas. O seu núcleo, a “Plaza de los Naranjos”, possui estruturas que datam do século 16 como a prefeitura e uma linda capela. Parcialmente cercada por uma antiga muralha árabe, essa área respira história e é perfeita para se relaxar em algum dos cafés ao ar livre.

Museu do bonsai : Um dos lugares mais peculiares de Marbella, o Museu del Bonsai vale a pena ser visitado. Este museu possui uma das maiores coleções de bonsais da Europa e a entrada é gratuita.

Paseo Marítimo: Marbella tem um calçadão de praia muito famoso – o “Paseo Marítimo” – que acompanha 6 quilômetros da espetacular costa da cidade, com belas vistas para o mar e lojinhas, cafés com terraças e palmeira, é um dos melhores lugares para desfrutar de Marbella.

Mesquita de Marbella: Durante o período islâmico , os muçulmanos construíram um castelo na cidade, e eles a cercaram de muros.  O nome de Marbella, que é derivado do Marbil-la, data desta época islâmica.

Porto Banús: A praia mais badalada de Marbella é a de Porto Banús, considerada um grande complexo esportivo e de entretenimento ao ar livre. Não deixe de conferir lá o Bulevar da Fama, espécie de calçada da fama à la Hollywood. Além disso, em sua marina atracam os mais cobiçados iates do mundo. Sem contar os carrões que desfilam nas ruas próximas.

Quando visitar?

Marbella possui um dos melhores climas na Europa, com temperaturas entre 16°C e 30°C e menos de 50 dias de chuva por ano. Por esse motivo, a cidade pode ser visitada durante todo o ano.

Informações úteis

  • Moeda: Euro
  • Idioma: Espanhol
  • Fuso horário: +1 (UTC)
  • Visto: Brasileiros estão isentos de visto de turismo/negócios para a Espanha, para permanência de até 90 dias.
  • Clima: O clima de Marbella é suave e agradável durante a maior parte do ano, com uma temperatura média de 18°C e poucos dias de chuva.
  • Maiores informações: http://www.marbellaexclusive.com (em espanhol)

Maragogi, Brasil

29 jul

Maragogi - Piscinas Naturais

Maragogi é um município brasileiro do estado de Alagoas. Localizado a 125 km de Maceió, o município localiza-se no Litoral Norte Alagoano. Sua economia é baseada no turismo, na pesca e na agricultura. Possui as mais belas praias da costa dos arrecifes entre o litoral sul de Pernambuco e o litoral norte alagoano, sendo considerado por isso um dos mais importantes pólos turísticos regionais.

Pontos de interesse

Piscinas Naturais: O mergulho nas Galés, piscinas naturais, é a principal atração de Maragogi. Para chegar ás galés é preciso pegar um catamarã, que leva em média 15 minutos até as piscinas naturais. Neste local, além de fazer o mergulho livre, Maragogi é uma cidade com um litoral divino.

Praia de Maragogi: Praia urbana, com sua orla repleta de bares, restaurantes e pequenas lojas de artesanato. É aqui, principalmente nos finais de semana, o principal ponto de badalação de Maragogi.

Praia de São Bento: Logo após a ponte sobre o Rio Salgado que separa Maragogi de Japaratinga. É uma bucólica aldeia de pescadores cuja tranquilidade é a principal característica.

Praia Ponta de Mangue: Praia com águas calmas e arrecifes de coral, que acolhem na maré baixa pequenos e coloridos peixinhos.

Quando visitar?

A melhor época para curtir Maragogi é no verão, nos meses de novembro, dezembro e janeiro, quando tem muito sol e as águas do mar estão bastante claras.

Informações úteis

  • Moeda: Real
  • Idioma: Português
  • Fuso horário: -3 (UTC)
  • Clima: O clima de Maragogi é tropical quente e úmido. A temperatura média anual é 27°C.
  • Maiores informações: http://www.prefeiturademaragogi.com/

Manila, Filipinas

28 jul

Manila - Catedral de Manila

Manila é a capital das Filipinas e a segunda cidade do país em número de habitantes. A cidade está situada na costa oriental da baía de Manila, junto à desembocadura do rio Pasig, na ilha de Luzon. Ocupando uma área total de 38,3 km é a segunda cidade mais populosa das Filipinas, com mais de 1,6 milhões de habitantes. Apenas a vizinha Quezon, a antiga capital do país é mais populosa. A área metropolitana é a segunda mais populosa do Sudeste Asiático.

Manila é um importante centro cultural, sede da Universidade de São Tomás e da Academia Filipina de la Lengua Española, possui vários museus, assim como bibliotecas e um observatório.

Pontos de interesse

Forte Santiago: foi o quartel central das tropas espanholas e a prisão para milhares de filipinos, incluindo ao herói nacional, José Rizal.

Baía de Manila:  é um dos melhores portos naturais do mundo, que serve de porto para a cidade do mesmo nome. Tem uma largura de 19 km na entrada e um comprimento de 48 km. Em cada lado da baía há pequenos picos vulcânicos recobertos de vegetação tropical; 40 km a norte está situada a península de Bataan e a sul a província de Cavite. Na entrada da baía existem diversas ilhas, entre elas a maior e mais famosa de todas, Corregedor, a 3 km de Bataan e que junto com a ilha de Caballo separa a boca da baía em dois grandes canais.

Intramuros: Uma “cidade fortificada” construída no século XVI por Miguel Lopes de Legaspis para proteger Manila contra os ataques dos holandeses, portugueses e piratas Sulu. Era sede das autoridades espanholas e suas culturas e foi destruída por uma bomba na 2ª Guerra Mundial. Está sendo reconstruída e tem no centro a Praça San Luiz, um complexo que fica ao longo da Rua Real, a mais importante de Intramuros.

Catedral de Manila: Sede da arquidiocese católica da Manila, a catedral fica na Praça Roma, Intramuros. Destruído na Segunda Guerra Mundial, este templo, que data do século XIV, foi reconstruído no período de 1958. Das obras de arte externas, destacam-se as janelas de pedra e vidro, cobrindo mais de 300 metros quadrados, projeto do artista filipino Galo Ocampo.

Quando visitar?

As temperaturas de Manila raramente sofrem bruscas alterações, o que favorece a você conhecer a cidade durante todo o ano. Se você vai a passeio, evite os meses de julho e agosto quando chove mais na cidade.

Informações úteis

  • Moeda: Peso filipino
  • Idioma: Filipino e inglês
  • Fuso horário: +8 (UTC)
  • Visto: Brasileiros estão isentos de visto à turismo/negócios para permanência de até 59 dias.
  • Clima: Manila é uma cidade tropical, assim existem apenas duas estações, a úmida e a seca. A temperatura média anual é de 26°C e varia conforme a estação seca ou úmida.
  • Maiores informações: http://www.manila.gov.ph/ (em inglês)

 

Manchester, Inglaterra

27 jul

Manchester - Museu Lowry

Manchester é uma cidade do Reino Unido, no noroeste da Inglaterra. A aglomeração urbana de Manchester tem cerca de 3,6 milhões de habitantes, que inclui outras cidades e áreas no condado, e é chamada Grande Manchester. A cidade é um grande centro industrial e econômico, e muitas companhias têm as sedes administrativas no centro da cidade ou num parque industrial ao este do centro, Trafford Park (perto de Old Trafford onde fica Manchester United)

Pontos de interesse

Museu Lowry: Um dos espaços mais interessantes e originais da Inglaterra é o Museu Lowry, que fica localizado num complexo que une um teatro e uma galeria de arte. O nome Museu Lowry é uma homenagem ao pintor inglês LS Lowry, que ficou bastante conhecido no mundo todo por suas pinturas do nordeste da Inglaterra. O espaço desse museu é bastante significativo, por isso mesmo é possível ter tantas instalações diferentes e todas com bastante conforto.

Galeria de Arte de Manchester: O acervo dessa galeria é de grande nível e podemos destacar dentre as obras de Stubbs, Gainsborough e Constable, e também 36 aquarelas de Turner. Uma nova coleção também tem ganhado destaque, pois se concentra na arte de artistas britânicos que foram importantes no século XX.

Manchester United Museum: Para os amantes do futebol, nada melhor do que visitar um dos clubes mais vitoriosos do mundo. Taças, camisas, vídeos e painéis contando a história do time valem a visita. Destaque para o Memorial do acidente aéreo que o time sofreu em 1958 e para a impressionante loja de presentes.

The Manchester Museum: Localizado dentro do campus da Universidade de Manchester, o museu é fabuloso. Gratuíto, mistura história antiga de diversas civilizações com a vida moderna. É possível ver sarcófagos com múmias, moedas antigas e objetos arqueológicos e ao mesmo tempo diversas espécies de animais empalhadas.

Quando visitar?

Por conta do clima, a melhor época para visitar Manchester vai de maio a agosto.

Informações úteis

  • Moeda: Libra esterlina
  • Idioma: Inglês
  • Fuso horário: +0 (UTC)
  • Visto: Se você pretende ir para o Reino Unido para uma visita de curta duração (até seis meses), você geralmente não precisa de visto. No entanto,  você deve levar documentos com você para mostrar para os oficiais de imigração na fronteira do Reino Unido.
  • Clima: O clima de Manchester é descrito como temperado continental, com verões quentes e invernos frios e chuvosos. A média anual de temperatura é 11°C.
  • Maiores informações: http://www.visitmanchester.com/ (em inglês)

Manaus, Brasil

26 jul

Manaus - Encontro das Águas

Encravada na Floresta Amazônica, Manaus é uma metrópole de quase 1,5 milhão de habitantes e a capital do Amazonas, o maior Estado brasileiro. A cidade impressiona pelas belezas naturais, com parques ecológicos e uma sucessão de áreas verdes que parece não ter fim. É uma terra de contrastes, que mescla natureza exuberante, um pólo industrial de alta tecnologia e os resquícios de um passado glorioso, no auge do comércio internacional da borracha.

Pontos de interesse

Teatro Amazonas: É o maior símbolo do apogeu econômico de Manaus. Tem 700 lugares e foi construído com tijolos trazidos da Europa, vidros franceses e mármore italiano. Nele já se apresentaram importantes companhias de ópera, teatro e orquestras internacionais.

Encontro das Águas: Fenômeno natural provocado pela confluência das águas escuras do Rio Negro com as águas pardas do rio Solimões, que se juntam para formar o Rio Amazonas. Por uma extensão de 6 km, as águas dos dois rios correm lado a lado sem se misturarem. Esse fenômeno se dá por haver uma grande diferença entre as temperaturas das águas e velocidade de suas correntezas. O Rio Negro corre cerca de 2 km/h a uma temperatura de 22ºC, enquanto que o Solimões corre de 4 a 6 km/h, a uma temperatura de 28ºC.

Conjunto Arquitetônico da Alfândega e Guardamoria: foi tombado pelo Patrimônio Histórico Nacional, em 1987, junto com o Complexo Portuário. Inaugurados oficialmente em 1906, os dois prédios foram construídos pela firma inglesa Manaos Harbour Limited, como parte do contrato de concessão do Porto de Manaus. Em estilo eclético, com elementos medievalistas e renascentistas, trata-se do primeiro prédio pré-fabricado do mundo. O prédio da Guardamoria, com sua torre e farol edificados com o mesmo material e estilo da Alfândega completa o complexo. O edifício da Alfândega foi construído em blocos de tijolos aparentes, pré-montados e importados da Inglaterra, uma reprodução dos prédios londrinos do início do século XX.

Zona Franca de Manaus: Criada como área de livre comércio para desenvolver a Amazônia Ocidental, a Zona Franca de Manaus rapidamente se tornou um pólo de intensa atividade comercial e industrial. Aqui se concentram as principais indústrias brasileiras de eletroeletrônicos, relógios, bicicletas, computadores, brinquedos, jet skis, óculos e motocicletas, que abastecem o mercado interno. O comércio é vigoroso, oferecendo produtos de alta tecnologia a preços acessíveis.

Parque Cultural, Esporte e Lazer Ponta Negra: A praia da Ponta Negra, localizada a 13 km do centro de Manaus, é um dos importantes atrativos turísticos da cidade. O complexo possui quadras esportivas de areia, ciclovia, mirante, playground, um posto médico e um amplo calçadão com bares, restaurantes e lanchonetes. Dali pode-se admirar um extraordinário pôr-do-sol. Dispõe também de um moderno anfiteatro, com capacidade para 15 mil pessoas, camarim e toda a infra-estrutura para shows, sendo palco constante de diversos espetáculos populares.

Ponte Benjamin Constant: também conhecida como ponte Metálica, é uma ponte centenária, localizada na Avenida 7 de Setembro, sobre o igarapé do Mestre Chico, no bairro da Cachoeirinha em Manaus. A ponte metálica Benjamin Constant é um dos marcos históricos da cidade de Manaus, fazendo a ligação do centro da cidade com o bairro da Cachoeirinha.

Quando visitar?

Chove muito de Dezembro a Maio em Manaus, deixando as cachoeiras dos arredores da cidade mais bonitas. No resto do ano, quando chove menos, surgem as praias fluviais no Rio Negro. A melhor época para visitar Manaus é de Junho a Novembro, quando o sol está mais presente, as águas dos rios estão no nível máximo e os mosquitos se proliferam em menor quantidade.

Informações úteis

  • Moeda: Real
  • Idioma: Português
  • Fuso horário: -4 (UTC)
  • Clima: O clima de Manaus é considerado tropical úmido, com aumento de chuvas no verão e temperatura média anual de 26°C, tendo uma umidade relativa elevada durante o ano, com médias mensais entre 76 e 89%.
  • Maiores informações: http://www.manaus.am.gov.br/?site=portal

Maiorca, Espanha

25 jul

Maiorca - Catedral de Palma

Maiorca é a maior ilha do arquipélago das Ilhas Baleares localizado a leste da Espanha e sua maior cidade e capital é Palma de Maiorca. A região é perfeita para os amantes do sol e da praia. Palma de Maiorca oferece, porém muito mais! Venha descobrir esta cidade de arquitetura Gótica e “tempero” espanhol!

Maiorca é a maior das Ilhas Baleares, é o destino preferido de celebridades e da Família Real Espanhola. Maiorca oferecerá para você uma infinidade de atrações, além das maravilhosas praias, existe na ilha uma imensa quantidade de bares, restaurantes, clubs e discotecas para que você possa aproveitar cada segundo do seu tempo livre.

Pontos de interesse

Catedral de Palma: Esta catedral é a segunda mais alta catedral gótica da Europa. A catedral possui 6.000 metros quadrados e ricamente decorada interna e externamente.

Palácio de La Almudena: O Palácio de la Almudena, situado em frente à Catedral de Palma é uma construção muçulmana que serviu como residência para os monarcas de Maiorca durante o século XIII. Este palácio é conhecido por suas quatro torres quadradas idênticas e uma última diferente do resto, chamada pelos monarcas como “a torre do anjo “.

Museu Fundació Pilar y Joan Miro: Para quem gosta de arte e quer ver de perto as obras do famoso escultor e pintor espanhol Joan Miró.

Castell de Bellver: Foi construído no século 14, em estilo gótico. Dentro dele está o Museu Arqueológico da História de Maiorca e uma pequena coleção de escultura clássica.

Quando visitar?

A melhor época para visitar Maiorca é durante o verão, nos meses de junho a setembro, quando o clima é quente e seco.

Informações úteis

  • Moeda: Euro
  • Idioma: Espanhol
  • Fuso horário: +1 (UTC)
  • Visto: Brasileiros estão isentos de visto de turismo/negócios para a Espanha, para permanência de até 90 dias.
  • Clima: Maiorca tem um clima mediterrânico. As temperaturas são suaves e chuvas pouco frequentes. O verão é quente e seco. A temperatura média anual oscila entre os 16°C e 18°C.
  • Maiores informações: http://www.seemallorca.com/

Málaga, Espanha

24 jul

Málaga - Catedral de Málaga

Málaga é a quinta maior cidade de Espanha, e um dos destinos turísticos mais importantes do mundo. Uma combinação estonteante de praias, arte e historia. Málaga, cidade da Andaluzia com maior litoral e capital da aclamada Costa do Sol, vive do turismo e tem força para tal. Cosmopolita, manteve seu aspecto acolhedor apesar da enorme influência do turismo estrangeiro na província que, por outro lado, teve um efeito notável em cidades e povoados ao longo da costa.

Pontos de interesse

Museu Picasso: O palácio do século 16 está no quarteirão mais antigo de Málaga e guarda obras significativas do pintor andaluz. O espaço foi inaugurado recentemente, e os magníficos prédios modernistas que compõem a construção foram restaurados. A abertura do local foi possível graças ao apoio da família do artista.

Catedral de Málaga: Em estilo renascentista por fora e barroco por dentro, a construção do século 16 foi erguida no mesmo lugar onde antes havia uma importante mesquita. O prédio sofreu alguns danos durante a Guerra Civil Espanhola, mas mesmo assim mantem sua pompa, com altares majestosos. Tanto que o espaço foi tombado pelo órgão de preservação espanhol e hoje é patrimônio nacional.

Teatro Romano de Málaga: está localizado ao pé da colina de Alcazaba. Foi descoberto em 1951, quando se estavam a realizar trabalhos para a Casa da Cultura. O Teatro Romano de Málaga tem as suas origens no século I a.C., na época romana. Foi construído na época de Augusto, utilizando-se até ao século III. Na época muçulmana, foi utilizado como pedreira para a reestruturação da Alcazaba, utilizando capitéis e eixos das colunas, como sustentação de arcos de ferraduras das portas de Alcazaba. Em 1984 o teatro servia como sede do Festival Internacional de Teatro

Plaza Malagueta: Ir para a Espanha e não conhecer uma Plaza de Toros é uma heresia. Por isso, se estiver em Málaga, visite o centro de touradas da cidade, em funcionamento durante a temporada de disputas, geralmente na primavera e no verão.

Quando visitar?

O verão é a melhor época para visitar Málaga, pois durante esse período você pode tirar o maior proveito das praias da região, apesar de Málaga ser ensolarada durante todo o ano.

Informações úteis

  • Moeda: Euro
  • Idioma: Espanhol
  • Fuso horário: +1 (UTC)
  • Visto: Brasileiros estão isentos de visto de turismo/negócios para a Espanha, para permanência de até 90 dias.
  • Clima: O clima de Málaga é subtropical mediterrânico, com temperatura média anual de 18°C.
  • Maiores informações: http://www.malagaturismo.com/ (em espanhol)

Madrid, Espanha

23 jul

Madrid - Palácio Real de Madrid

Madrid é a capital e a maior cidade da Espanha, e foi edificada junto às margens do rio Manzanares, no centro do país. Devido à sua localização geográfica e histórica, é juntamente com Lisboa o centro financeiro e político da Península Ibérica. A cidade é rica em arte e história, albergando alguns dos pontos turísticos mais importantes do mundo.

Pontos de interesse

Plaza Mayor: é um dos locais mais emblemáticos de cidade de Madrid. Situada no centro comercial da cidade, é uma praça portificada de planta rectangular completamente rodeada por edifícios. Existem ao todo nove entradas para a praça. Foi inaugurada em 1619 e construída a mando do rei Filipe II, cuja estátua ocupa o centro da praça. Palco de touradas, feiras e procissões, o local está sempre cheio de turistas, principalmente no verão, atraídos pelos inúmeros bares e restaurantes.

Palácio Real de Madrid: é a residência oficial do Rei de Espanha. Com uma área de 135 000 m² e 4318 quartos, é o maior palácio real na Europa.

Parque do Retiro: é um dos principais parques da cidade e conta com uma infinidade de estátuas, fontes e monumentos comemorativos que foram povoando os jardins e o transformaram num museu de escultura ao ar livre.

Puerta del Sol: é um dos locais mais famosos e concorridos de Madrid. É neste local que se encontra o quilometro zerodas estradas espanholas, e também o relógio que faz tradicionalmente a contagem decrescente para a entrada do novo ano todos os 31 de Dezembro.

Museu do Prado: é o mais importante museu de Espanha e um dos mais importantes do Mundo. Concebido em 1785 como Gabinete de Ciências Naturais pelo arquitecto Juan de Villanueva, por ordem de Carlos III, só em 19 de Novembro de 1819 abriria as suas portas ao público como Museu Real de Pintura e Escultura, sob o reinado de Fernando VII. Atualmente, a coleção do Museu conta com mais de 7.000 pinturas, 1.000 esculturas, 4.800 estampas e 8.200 desenho, além de um vasto número de objetos de artes decorativas e documentos históricos.

Quando visitar?

O outono (setembro e outubro) é a melhor época do ano para estar em Madrid, com dias ensolarados e temperaturas agradáveis. O inverno é frio, mas as temperaturas dificilmente são abaixo de zero. A primavera costuma ser agradável, com chuvas variadas. O verão, que começa em junho, é muito quente.

Informações úteis

  • Moeda: Euro
  • Idioma: Espanhol
  • Fuso horário: +1 (UTC)
  • Visto: Brasileiros estão isentos de visto de turismo/negócios para a Espanha, para permanência de até 90 dias.
  • Clima: O clima de Madrid pode ser definido como mediterrânico continentalizado com um regime de chuvas estepário. Os invernos são frios com geadas frequentes e neve rara. Os verões são quentes e secos com temperaturas máximas que muitas vezes superam os 35°C. As precipitações são escassas, mas bem distribuídas em todo o ano. A temperatura média máxima anual é de 20°C e a mínima anual de 10°C.
  • Maiores informações: http://www.turismomadrid.es/pt/

Machu Picchu, Peru

22 jul

Machu Picchu - Vista do Intipunku

Machu Picchu é uma ruína inca localizada na Cordilheira dos Andes, no Peru e um dos destinos mais populares entre os viajantes independentes na América do Sul.  Fica a aproximadamente 150 km de Cuzco no Peru. As ruínas ficam em uma montanha a 2500 metros de altura acima do nível do mar e recebem a visita de aproximadamente 500 mil turistas por ano. A porta de entrada para Machu Picchu é a cidadezinha de Águas Calientes, cujo nome oficial pouco usado internacionalmente é Machu Picchu Pueblo, ponto final da linha de trem turística, e onde ficam quase todos os hotéis e restaurantes.

Pontos de interesse

Setor nobre: Esta porta dá acesso ao setor nobre da cidade, onde se encontram as residências dos governantes. Ali está o chamado Palácio do Inca, ou Casa Real, um amplo espaço residencial que servia de refúgio para o soberano. Nota-se nesse setor a precisão e o cuidado com que paredes e muros foram lavrados. Originalmente, as construções eram cobertas com telhados de palha.

Intipunku: em quéchua, significa Porta do Sol. Depois de três dias de caminhada na Trilha Inca, é deste ponto que os turistas vislumbram Machu Picchu pela primeira vez. Eles procuram chegar à Porta do Sol com a alvorada. Pouco a pouco a cidadela de pedra vai ficando dourada com os primeiros raios de sol. Um espetáculo diário. É um passeio bastante agradável para observar a rica fauna e flora da região, especialmente no que diz respeito a orquídeas (372 tipos cadastrados) e borboletas (200 espécies). Além de uma vista encantadora, na volta você poderá adentrar a cidadela por sua porta principal, única entrada que dava acesso a Machu Picchu no período inca.

Escadaria das Fontes: Os incas canalizaram um manancial oriundo dos lençóis freáticos de dentro da montanha para abastecer Machu Picchu. Da saída de água original, criaram outras 16 fontes artificiais orientadas em diferentes direções, de modo a contemplar toda cidade. As áreas nobres recebiam fluxo contínuo de água e possuíam canais privativos de deságue.

Intihuatana: é o relógio solar ou “lugar onde se amarra o sol”, na língua quéchua. Está situado no ponto mais alto de Machu Picchu e encabeça o setor sagrado. Delicadamente esculpida, a peça se alinha aos pontos cardeais e era utilizada para registrar a passagem do tempo, além de auxiliar nos ciclos de agricultura. Turistas costumam estender as mãos por cima do monólito, que não pode ser tocado, para captar a suposta energia que dele emana.

Ponte Inca: situada num vertiginoso ponto de acesso a Machu Picchu, é um passeio bem tranquilo, talvez o que registre o menor fluxo de turistas no local, e oferece como recompensa uma vista emocionante do desfiladeiro com o Rio Urubamba serpenteando ao fundo.

Quando visitar?

Para visitar Machu Picchu o ideal é planejar a viagem para abril, maio, junho, setembro e outubro. Nos demais meses chove ou tem turista demais.

Informações úteis

  • Moeda: Novo Sol
  • Idioma: Espanhol
  • Fuso horário: -5 (UTC)
  • Visto: Brasileiros estão isentos de visto à turismo ou negócios para permanência de até 90 dias.
  • Clima: A estação chuvosa vai de dezembro a março/abril. Os demais meses são mais secos, normalmente fazendo uma temperatura agradável durante o dia e frio à noite (a temperatura pode baixar a 0 graus em junho/julho).
  • Maiores informações: http://machupicchu.pe/ (em espanhol)
%d blogueiros gostam disto: